DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM A SÍNDROME DA FRAGILIDADE DO IDOSO

Spriridon Mateus Gazos, Williane Morais de Jesus Gazos

Resumo


Introdução: Desde a década de 1960, o Brasil acompanha esse processo demográfico, e já se observa elevada demanda por serviços de saúde decorrentes de doenças crônico-degenerativas. Considerando o contexto do envelhecimento, os Diagnósticos de Enfermagem retratam uma estratégia para prestar cuidados ao paciente idoso, pois as intervenções ocorrem de maneira sistematizada e de forma mais eficiente. Dentre eles, salienta-se a Síndrome do Idoso Frágil, um diagnóstico multidimensional que avalia os campos físicos, funcionais, psicológicos e sociais, permitindo a identificação das fragilidades do idoso. A Síndrome do Idoso Frágil é definida como “Estado dinâmico de equilíbrio instável que afeta o idoso que passa por deterioração em um ou mais de um domínio de saúde e leva a aumento da suscetibilidade a efeitos de saúde adversos, em particular a incapacidade. Dessa forma, objetivou-se apresentar, de acordo com a literatura, os diagnósticos de enfermagem ao paciente com a Síndrome da Fragilidade do Idoso. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa, a busca foi realizada em base de dados nacionais e internacionais da saúde: Lilacs, Medline, BDENF e Scielo. Os descritores foram: Idoso fragilizado; Diagnóstico de Enfermagem; Enfermagem, bem como Frail Elderly; Nursing Diagnosis; Nursing. O operador booleano utilizado foi o conectivo AND. Os critérios de inclusão foram estar nas línguas portuguesa, inglesa ou espanhola, que abordassem o problema em questão: os diagnósticos de enfermagem ao paciente com a síndrome da fragilidade do idoso, e que fossem publicados nos anos 2016 à 2020. Como critérios de exclusão tivemos os artigos de revisões. Resultados e Discussão: Ao cruzar os descritores foram encontrados 13 artigos. Foram então descartados artigos de outras línguas que não fossem as pré estabelecidas no método e que não abordassem os diagnósticos de enfermagem ao paciente com a síndrome da fragilidade do idoso. Sendo assim, restaram 2 artigos para análise. Com isso, os principais diagnósticos de enfermagem encontrados em pacientes com a síndrome da fragilidade do idoso foram Risco de queda, Baixo apetite, Ingestão de líquidos diminuída, Marcha prejudicada, Insônia, Visão prejudicada, Processo familiar prejudicado, Humor deprimido, Condição musculoesquelética prejudicada, sono prejudicado, Audição prejudicada, Pele seca, Dor musculoesquelética e Edema. Conclusão: Contudo, torna-se, essencial ao enfermeiro intervir precocemente, planejar e implementar ações em curto e longo prazo, para prevenir incapacidades, limitações físicas e promover a autonomia e independência deste grupo etário. Sendo assim, essas ações podem ser voltadas para a minimização de problemas relacionados à fragilidade do idoso, como a diminuição do sedentarismo por meio do incentivo à realização de exercício físico, utilização de oficinas ou grupos operacionais de trabalho para abordar a estimulação cognitiva e atividades que envolvam os idosos em grupos sociais na comunidade. 


Texto completo:

PDF

Referências


. FERNANDES, Bruna Karen Cavalcante, et al. Diagnósticos de enfermagem para idosos fágeis institucionalizados. Rev. Enferm. UFPE. v. 13, n. 4,

p. 966-972, 2019. 2. MIRANDA, G. M. D., et al. O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais atuais e futuras. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. v. 19, n. 3, p. 507-19, 2016. 3. PINHEIRO, H. A e OLIVEIRA, L. F. Prevalence and factors associated with the frailty syndrome in older adults in the Brazilian Federal District. Geriatr Aging. v. 14, n. 1, p. 8-14, 2020. 4. SANTOS, Renata Clemente dos, et al., Síndrome da fragilidade e fatores associados em idosos no pronto atendimento. Acta Paul. Enferm. v. 33, Eape20190159, 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.