IMPACTO DA PANDEMIA DO COVID-19 E DO ISOLAMENTO SOCIAL NA SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO IDOSA

Paloma Medeiros Gomes Cavalcanti, Ana Paula Monteiro do Nascimento, Januária de Medeiros Silva

Resumo


Introdução: Diante de uma pandemia, é comum o medo da morte iminente, porém, especificamente na pandemia do covid-19, segundo a OMS, o risco de morte aumenta com a idade, em decorrência da imunossenescência, que é um processo natural do envelhecimento e que gera diminuição da capacidade do seu sistema imunológico. Como forma de minimizar o contágio, a estratégia utilizada é o isolamento social, que tem sido não apenas uma medida de segurança e proteção, como também uma declaração de amor dos familiares e amigos com os idosos próximos. Esse trabalho tem como objetivo discutir sobre o impacto da pandemia do covid-19 e do isolamento social na saúde integral da população idosa no Brasil. Metodologia: Esse estudo trata- se de uma revisão bibliográfica feita através de pesquisa em artigos publicados no PUBMED, LILACS e Google Acadêmico. Resultados e discussões: Devido ao risco aumentado de morte na população idosa, sendo aproximadamente 4 vezes maior na população acima de 60 anos que na população geral, estudos têm sugerido que o medo de ser infectado pelo vírus tem afetado o bem- estar psicológico dos idosos. E a forma mais eficaz de minimizar a contaminação para os idosos tem sido o isolamento social, que também vem afetando negativamente a saúde geral dos idosos. Porém, ao desconectar o idoso do seu convívio social, os colocamos em risco para o desenvolvimento de doenças como a depressão e a ansiedade. Conclusões: A pandemia e o isolamento social têm gerado um grande impacto na saúde integral dos idosos, sendo importante ressaltar que a ação protetiva de distanciamento deve manter a autonomia e a independência do idoso, além do que, deve-se estimular a pratica de atividades voltadas a promoção e proteção da saúde do idoso e para o fortalecimento de suas capacidades cognitivas. A aproximação social através de tecnologia também deve ser incentivada, na tentativa de diminuir o sentimento de solidão dos idosos.



Texto completo:

PDF

Referências


Hammerschmidt KS de A, Santana RF. Saúde do idoso em tempos de pandemia Covid-19. Cogitare enferm. [Internet]. 2020 [acesso em 18 de jul de 2020]; 25. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v25i0.72849

LEÃO, Luiza Rosa Bezerra; FERREIRA, Vitor Hugo Sales; FAUSTINO, Andrea Mathes. O idoso e a pandemia do Covid-19: uma análise de artigos publicados em jornais. Brazilian journal Of Development, Curitiba, v. 6, n. 7, p. 45123-45142, jul. 2020.

NUNES, Vilani Medeiros de Araújo Nunes et al. COVID-19 e o cuidado de idosos: recomendações para instituições de longa permanência. Natal: EDUFRN, 2020.

SCHMIDT, Beatriz et al . Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Estud. psicol. (Campinas), Campinas , v. 37, e200063, 2020 . Disponível em . Acesso em 18 Jul 2020.

Epub May 18, 2020. http://dx.doi.org/10.1590/1982-0275202037e200063.

SCHMIDT, Beatriz et al. Impactos na Saúde Mental e Intervenções Psicológicas Diante da Pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19). Scielo Preprints, v. 1, n. 1, p. 1-26, 16 abr. 2020. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/scielopreprints.58.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.