INTERVENÇÃO TERAPÊUTICA OCUPACIONAL COM IDOSOS COM ALZHEIMER: UMA REVISÃO DA LITERATURA

Gabriela Macedo de Andrade, Jaíne Karoline Felix Santana, Gilmara Fontes da Silva, Felipe Douglas Silva Barbosa

Resumo


Introdução: A doença de Alzheimer caracteriza-se por uma afecção neurodegenerativa apresentada de forma gradual e irreversível, expressada por alterações nos múltiplos domínios cognitivos, distúrbios de comportamento e sintomas neuropsiquiátricos1, que não possuem tratamento eficaz de curar ou reverter a deterioração. O Terapeuta Ocupacional atua como um dos integrantes da equipe de cuidado à saúde do idoso, de acordo com a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, ao preconizar a manutenção da capacidade funcional e da autonomia, na promoção de um envelhecimento saudável e ativo2. No campo de atuação da Terapia Ocupacional junto a idosos com Alzheimer, os objetivos de cuidado centram-se em habilidades apresentadas pelo idoso para realizar suas ocupações e não nas limitações, envolvendo os idosos em atividades que lhe sejam significativas, na promoção do senso de pertencimento e de estímulos às habilidades cognitivas, motoras, perceptuais entre outras. Dessa forma, o objetivo do presente estudo é analisar a intervenção Terapêutica Ocupacional com idosos com a doença de Alzheimer apresentada na literatura. Metodologia: Realizou-se uma revisão de literatura nas bases de dados BVS, Lilacs, Scielo, Cochrane Library, OTseeker e PubMed, com os seguintes descritores pesquisados: “Terapia Ocupacional”, “Occupational Therapy”; “Idoso”, “Aged”; “Doença de Alzheimer”, “Alzheimer Disease”. Os critérios de inclusão foram artigos encontrados na língua portuguesa, inglesa e francesa, publicados no período de 2015 a 2020. Foram excluídos os artigos que tangenciavam do tema. Resultados/discussão: Foram encontrados 13 artigos na BVS, 14 no Cochrane Library, 4 OTseeker e 58 no PubMed, totalizando 89 artigos. Destes, foram excluídos 80 artigos que não se relacionavam com o foco da pesquisa, e selecionados 9 artigos de acordo com os critérios de inclusão para leitura completa e análise. Com o objetivo de analisar a intervenção Terapêutica Ocupacional com idosos com doença de Alzheimer, as principais estratégias adotadas foram: a intervenção cognitiva, orientação ao cuidador, modificação ambiental, adaptação ou graduação das atividades e treino da atividade de vida diária que estava comprometida. Para as intervenções, as técnicas mais utilizadas foram terapia de reminiscência4, aprendizagem sem erro e treino repetitivo, implementação de tecnologias assistivas, estimulação multidimensional, treino cognitivo e por fim a implementação de programas de orientação ao cuidador1. A intervenção Terapêutica Ocupacional proporciona a reintrodução de atividades significativas que foram abandonadas devido à progressão da doença, além de melhorar a capacidade funcional do idoso utilizando a ocupação como recurso de tratamento. Essa abordagem é essencial para a manutenção da qualidade de vida, em que permite que o idoso permaneça mais tempo em seu ambiente familiar, com autonomia. Conclusão: A intervenção Terapêutica Ocupacional promove melhoria da capacidade funcional do idoso, através da utilização das suas ocupações como recurso de tratamento, pela estimulação cognitiva, nas modificações ambientais e no programa de cuidadores, sendo comprovada sua eficácia através de evidencias publicadas. Os estudos certificam que suas ações terapêuticas ocupacionais promovem melhorias na qualidade de vida dos idosos com a doença de Alzheimer e dos cuidadores. No entanto, há uma dificuldade em encontrar estudos sobre o tema devido à escassez de publicações sobre o tema abordado, existindo a necessidade de publicar as intervenções realizadas para justificar tanto a eficácia de suas ações quanto sua inserção na prática profissional compartilhada, nos diferentes níveis de atenção à saúde do idoso.



Texto completo:

PDF

Referências


BERNARDO, Lilian Dias. Intervenções cognitivas em idosos com doença de Alzheimer: uma revisão integrativa da atuação da terapia ocupacional. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, v. 22, n. 3, 2017.

MASSA, Lilian Dias Bernardo. O cuidado ao idoso com demência de Alzheimer: a produção científica da terapia ocupacional. 2016.

BERNARDO, Lilian Dias. Idosos com doença de Alzheimer: uma revisão sistemática sobre a intervenção da Terapia Ocupacional nas alterações em habilidades de desempenho/Older adults with Alzheimer’s disease: a systematic review about the Occupational Therapy intervention in changes of performance skills. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, v. 26, n. 4, 2018.

MASSA, Lilian Dias Bernardo. Mapeamento da atuação do terapeuta ocupacional junto a idosos com Doença de Alzheimer e seus cuidadores. Revista Kairós: Gerontologia, v. 20, n. 3, p. 79- 111, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.