A HONRA COMO ELO ENTRE PÚBLICO, PRIVADO, CRIMINALIDADE E JUSTIÇA NA AMÉRICA PORTUGUESA DOS SÉCULOS XVIII E XIX

Leonardo de Carvalho Alves, Amanda Dutra Hot

Resumo


O presente trabalho tratará sobre as noções de público e privado existentes na América Portuguesa dos séculos XVIII e XIX, relacionando-as com a importância da honra para o homem do período em questão e mostrando, ainda, a honra como elo entre a intimidade, criminalidade e justiça no Brasil daqueles tempos.


Texto completo:

PDF

Referências


ALGRANTI, Leila Mezan. “Famílias e vida doméstica”. In: SOUZA, Laura de Mello e (org.). História da Vida Privada no Brasil. Cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Cia das Letras, 1997, p.83-154.

DUBY, Georges. Ano 1000 ano 2000: na pista de nossos medos. São Paulo: Editora UNESP, 1999.

MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe. Comentários de Napoleão Bonaparte e Rainha Cristina da Suécia. São Paulo: Jardim dos Livros, 2007.

NOVAIS, Fernando. “Condições da Privacidade na Colônia”. In: SOUZA, Laura de Mello e (org.). História da Vida Privada no Brasil. Cotidiano e vida privada na América portuguesa. São Paulo: Cia das Letras, 1997, p.13-39.

SILVA, Edna Mara Ferreira da. “O crime entre a prática e a norma: os usos da justiça em Minas Gerais colonial”. Anais do Seminário Internacional Justiça, Administração e Luta Social. UFOP, 2010.

SILVEIRA, Marco Antônio. “Justiça e Criminalidade”. In.: O Universo do Indistinto. Estado e Sociedade nas Minas setecentistas (1735-1808). São Paulo: Hucitec, 1997, p. 143-168.

SOUZA, Alan N. de. Crime e Castigo: a criminalidade em Mariana na primeira metade do século XIX. UFJF, 2007.




DOI: https://doi.org/10.21576/rpa.2014v10i1.1026

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Leonardo de Carvalho Alves, Amanda Dutra Hot

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.