A MEDIAÇÃO COMO MÉTODO DE RESOLUÇÃO DE CONFLITOS E HARMONIZAÇÃO SOCIAL

Marina Aparecida Pimenta da Cruz Correa

Resumo


A vida em sociedade pressupõe a interação social e condiciona o contato com o outro.
E para que essa convivência possa se dar da melhor forma são instituídas algumas
diretrizes para nortear essa relação, bem como agir de maneira preventiva visando à
manutenção da via coletiva. Nesse sentido a Mediação de Conflitos se apresenta
como um método eficaz de resolução de conflitos, uma vez que tem como objetivo
trabalhar o cerne do conflito e, consequentemente, contribuindo para pacificação
social.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, C.F. O principio

constitucional da dignidade da

pessoa humana: o enfoque da

doutrina social da igreja. Rio de

Janeiro: Renovar, 2001.

ARAÚJO. L.A.G. Os mecanismos

alternativos de solução de conflitos

como ferramenta na busca da paz.

Trad. Ângela Oliveira. In: OLIVERIA, A.

(Coord.). Mediação – métodos de

resolução de controvérsias. São Paulo:

LTr, n. 1, p. 127-132, 1999.

ARAUJO, P.M. Rousseau: do bom

selvagem à vontade geral. Belo

Horizonte, 1997.

ARAUJO, P.M. Hobbes e Locke: as

diferenças do contato. Belo

Horizonte, 1997.

BACELLAR, R.P. A mediação no

contexto dos modeles consensuais

de resolução de conflitos. Revista

Cidadania e Justiça, 1° sem., p. 204,

BRAGA NETO, A. Os advogados, os

conflitos e a mediação. In: OLIVEIRA,

A. (Coord.). Mediação: Método de

resolução de controvérsias. São Paulo:

LTr, 1999.

BEDAQUE, J.R.S. Direito e Processo:

influência do direito material sobre o

processo. 2 Edição. 1998. Malheiros

Editores.

BERGEL, J. Teoria Geral do Direito;

Tradução Maria Ermantina Almeida

Prado Galvão. 2° edição. São Paulo:

Martins Fontes, 2006.

CALMON DE PASSOS, J.J.

Democracia, participação e

processo. In: DINAMARCO, C. R.;

GRINOVER, A. P.; WATANABE, K.

(Coord.). Participação e processo. São

Paulo: RT, 1988.

CARNELUTTI, F. Como nasce o

direito. Belo Horizonte: Líder, 2003.

CASTRO, C.R.S. O principio da

dignidade da pessoa humana nas

constituições abertas e

democráticas. In: CAMARGO, M. M.

L. (org.). 2988-1998: uma década de

Constituição. Rio de Janeiro: Renovar,

MARINONI, L.G. Novas linhas do

Processo Civil. 4 ed. São Paulo:

Malheiros,2000. p. 28.

MORAIS SALES, L.M. Justiça e

mediação de conflitos. Belo

Horizonte: Del Rey, 2004.

MUSZKAT, M.E. Mediação de

Conflitos: pacificando e prevenindo

a violência / Malvina Ester Muszkat,

(organizadora). São Paulo: Summus,

NAZARETH, E.R. Psicanálise e

mediação – meios efetivos e ação.

Revista do advogado, Associação dos

Advogados de São Paulo. São Paulo,

n. 62, p. 49-58, mar./ 2001.

NUNES, L.A.R. O principio

constitucional da dignidade da

pessoa humana: doutrina e

jurisprudência. São Paulo: Saraiva,

Resolução de Conflitos. Manual de

Formação de Mediadores e agentes

da paz. Viva Rio. Rio de Janeiro: 2005.

RODRIGUES JÚNIOR, W.E. A prática

da mediação e o acesso à justiça.

Del Rey, 2006.

PERELMAN, C. Ética e Direito. São

Paulo: Martins Fontes, 1999.

ROMÃO, J.E.E. A mediação como

procedimento de realização de

Justiça no âmbito do Estado

Democrático de Direito.

SERPA, M.N. Teoria e Prática da

mediação de conflitos. Rio de

Janeiro: Lúmen Júris, 1999.

SILVA, A.A. Da legitimidade do

empregado e do empregador na

solução de seus próprios conflitos.

In: MERLE, J., MOREIRA, L. Direito e

legitimidade. São Paulo, Landy Editora,

SILVA, J.A. A dignidade da pessoa

humana como valor supremo da

democracia. Revista de Direito

Administrativo, Rio de Janeiro, n. 212,

abr/jun. 1998.

SIX, J.F. Dinâmica da mediação/ Jean

François Six, tradução de Giselle

Groeninga de Almeida, Águida Arruda

Barbosa e Eliana Riberti Nazareth.-

Belo Horizonte: Del Rey, 2001.

SCHNITMAN, D.F. Novos paradigmas

em mediação/ organizado por Dora

Fried Schinitman e Stephen Littlejon;

trad. Marcus A. G. Domingues e

Jussara Haubert Rodrigues. Porto

Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

STRECK, L.L. Jurisdição

constitucional e hermenêutica. Uma

nova crítica do Direito. Porto Alegre:

Livraria do advogado, 2002.

VEZZULA, J.C. Teoria e prática da

mediação. Curitiba: IMAB, 1998.

VILLELA, J.B. Uma formação jurídica

para os novos tempos. Revista da

Faculdade de Direito da Universidade

Federal de Minas Gerais, Belo

Horizonte, n. 17, dez. 1967.




DOI: https://doi.org/10.21576/rpa.2013v8i1.1088

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Marina Aparecida Pimenta da Cruz Correa

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.