TRATAMENTO ENDODÔNTICO E RESTAURADOR PÓS-FRATURA DE CANINO EM IRARA (Eira barbara Linnaeus, 1758) – RELATO DE CASO

Marcos Vinícius de Souza, Núbia Estéfane Gomes Botelho, Paulo Gabriel Pereira da Silva Júnior, Maria Larissa Bitencourt Vidal, Maycon José Batista

Resumo


A irara (Eira barbara) é animal onívoro da família dos mustelídeos. É a única espécie do gênero Eira. As iraras habitam florestas tropicais da América Central e América do Sul. A irara é também conhecida no Brasil pelos nomes de papa-mel. Por se tratar de um mustelídeo que faz parte de coleções em cativeiro, por isso esta espécie apresenta grande ocorrência de doenças da cavidade oral devido a traumas e doença periodontal. As lesões traumáticas geralmente ocorrem em decorrência de captura e/ou contenção física, comportamentos agressivos ou comportamentos de morder grades ou outros elementos dos recintos. Este artigo relata a realização de endodontia em um macho cativo adulto de irara, submetida a anestesia dissociativa pela associação de tiletamina, zolazepam, detomidina e atropina, em doses calculadas por meio de extrapolação alométrica interespecífica.


Palavras-chave


Endodontia; Mustelídeo; Contenção farmacológica; Extrapolação alométrica.

Texto completo:

PDF

Referências


BUSATO, A. L. S., Dentística: Restauração em dentes posteriores. Artes médicas, 1996.

CLARO, F.A.; ITO, F.R.; BASTOS, F.M.; RIBEIRO, M.E. Mercúrio no amálgama odontológico: riscos da exposição, toxicidade e métodos de controle – revisão. Disponível em http://www.bvsde.paho.org/bvsacd/cd49/mercurio amalg-N1-2003.pdf. Acesso em: 10 out. 2018.

GIOSO, M.A.; PACHALY, J.R. The oral cavity. In FOWLER, M.E.; CUBAS, Z.S. (eds): Biology, medicine, and surgery of south american wild animals. Ames, Iowa, Iowa University Press, 2001, p.457-463.

HARVEY, C.E. Veterinary dentistry. W.B. Saunders Company, Philadelphia, 1985, p. 289-308.

HEDIGER, H. Studies of the Psychology and Behavior of Captive Animals in Zoo and Circuses. Criterion Press, New York, NY, 1955.

ICMBio. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade . Internet.Acesso em: https:// https:// http://www.icmbio.gov.br/revistaeletronica/index.php/BioBR/article/download/386/331. Acesso em: 28 fev. 2019.

IUCN RED LIST . International Union for Conservation of Nature. Internet. Acesso em: https:// https://www.iucnredlist.org/species/41644/45212151. Acesso em: 28 fev. 2019.

KORTEGAARD, H.E.; QVIST, J.; NIELSEN, C.G., ERIKSEN, T. Endodontic treatment of a tiger. Journal of Veterinary Dentistry, v.20, n.3, 2003, p.149-174.

LEON-ROMAN, M.A.; GIOSO, M.A. Tratamento de canal convencional: opção à extração de dentes afetados endodonticamente – revisão. Clínica Veterinária, n. 40, 2002, p. 32-44.

PACHALY, J.R. Odontoestomatologia. In: CUBAS, Z.S.; SILVA, J.C.R.; CATÃO-DIAS, J.L. Tratado de animais selvagens – medicina veterinária. São Paulo: Roca, 2006, p. 1068-1091.

PHILLIPS, R. W., Skinner materiais dentários, 9ª ed., Guanabara Koogan, 1993.

REIS et al. Mamíferos da fazenda Monte Alegre – Paraná. Londrina: EDUEL, 2005.

ROSSI J




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2021v19i2.1645

DOI (PDF): https://doi.org/10.21576/pa.v19i2.1645.g1975

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.