A CORRELAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS URBANAS COM O PATRIMÔNIO HISTÓRICO E NATURAL: O CASO DE MANHUMIRIM/MG

Ana Caroline Guerhardt Leite, Lidiane Espindula

Resumo


As políticas públicas urbanas e patrimoniais desempenham papéis importantes no meio urbano e na história das cidades. A correlação dessas políticas é essencial para a preservação da memória, cultura e o contexto visual da paisagem urbana. O alinhamento da aplicabilidade dessas diretrizes deve ser parte do processo diário da administração pública e dos usuários do local. O presente artigo tem como objetivo analisar a legislação vigente na cidade de Manhumirim, bem como sua história e patrimônios existentes, com base em pesquisas bibliográficas, levantamento fotográfico e análise do espaço urbano, com foco no centro comercial do município, uma vez que é exatamente onde se localizam obras de maior porte e carga histórica, por se tratar também do local dos primeiros registros da cidade. Mediante o levantamento de dados, é possivel concluir que a cidade possui muita história e memória para ser contada e vivida e, diante disso, seu potencial turístico e econômico poderia ser muito mais valorizado, desde que se fizessem presentes as políticas de planejamento urbano e preservação histórica, cultural e natural. Manhumirim possui um acervo histórico-cultural importante, concluindo assim que a mescla entre espaço urbano e histórico já existe, mas necessita de diretrizes específicas aplicáveis que promovam mudanças no meio urbano patrimonial.

Palavras-chave


Educação Patrimonial; Espaço urbano; Preservação; Memória.

Texto completo:

PDF

Referências


ACIAMA, Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Manhumirim. História de Manhumirim. Manhumirim: ACIAMA, s/d. Disponível em: < http://www.aciama.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=86%3A2015-06-11-14-03-02&catid=8%3Adestaques&Itemid=1>. Acesso em: 05 mai. 2019.

ADRIANO. Institucional. Galeria de fotos. Minas Gerais: Manhumirim, 2013. Acesso em: < https://www.manhumirim.mg.leg.br/institucional/fotos/dsc01185.jpg/view> Acesso em 20 mar. 2019

ALBERTI, V. Ouvir Contar: Textos em História Oral. Rio de Janeiro: FGV, 2004

BARRETO, A. M. Direito à cidade na cidade espetáculo: simulacros e utopias. 2008. Dissertação (Mestrado em Direito) – Faculdade de Direito, Universidade de Brasília, Brasília, 2008. p. 135-141.

BOTELHO, Pe.D.A. História de Manhumirim: Município e Paróquia. Manhumirim: O Lutador, 2011.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (1988). Promulgada em 05 de outubro de 1988. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm> Acesso em: 21 mar. 2019.

BRASIL. Estatuto da Cidade. Promulgada em 10 de junho de 2001. Disponível em: < https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/101340/estatuto-da-cidade-lei-10257-01> Acesso em: 02 jun. 2019.

BUCCI, M. P. D. Fundamentos para uma teoria júridica para as políticas públicas. São Paulo: Saraiva, 2013.

CAMPOS, H.R. Gentrificação na área central de Tiradentes/MG. Mercator, v.12, n.29, 74-78, set-dez, 2013.

CANANI, A.S.K.B. Herança, sacralidade e poder: sobre as diferentes categorias do patrimônio histórico e cultural no Brasil. Horizontes Antropológicos, v.11, n.23, s/p, 2005. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-71832005000100009&script=sci_arttext>. Acesso em: 16 mar. 2019

CASTRO, C.Y. A Importância da Educação Patrimonial para o Desenvolvimento do Turismo Cultural. 2006. Dissertação (Mestrado em História) - Departamento de História, Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, 2006.

DÉBORA, Papetes pelo mundo. Bate e Volta: Paraty (RJ). Paraty: Débora, 2015. Disponível em:< https://papetespelomundo.com/2015/06/23/bate-volta-paraty-rj/>. Acesso em: 02 mar. 2019.

DEL RIO, V.; SIEMBIEDA, W. Desenho urbano contemporâneo no Brasil. Rio de Janeiro: LTC, 2013.

FUNARI, P.P.; PELEGRINI, S.C.A. Patrimônio Histórico e Cultural. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

GOMES, M.A.A.F. Preservação e Urbanismo: encontros, desencontros e muitos desafios. In: GOMES, M.A.A.F.; CORRÊA, E.L. Reconceituações contemporâneas do Patrimônio. Salvador: EDUFBA, 2011.

GURI ESTRADEIRO, Relatar, mostrar e discutir minhas experiências de pequenas viagens. PARATY-RJ-Brasil. Paraty: 2015. Disponível em:< http://guriestradeiro.blogspot.com/2015/01/paraty-rj-brasil-em-breve.html>. Acesso em: 02 mar. 2019.

HORTA, M.L.P.; et al. Guia básico da educação patrimonial. São Paulo: IPHAN, 1999.

IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Educação Patrimonial. Brasilia: Iphan, 2014. Disponível em:< http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/343>. Acesso em: 21 mar. 2019.

IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Patrimônio Material. Brasilia: Iphan, 2014. Disponível em:< http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/276>. Acesso em: 21 mar. 2019.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Cidades: Manhumirim. Brasília: IBGE, 2017. Disponível em:< https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/manhumirim/panorama>. Acesso em: 02 mai. 2019.

JARDIM, J.M. A invenção da memória nos arquivos públicos. Ciência da Informação, v.25, n.02, 1995.

LE GOFF, J. História e memória. Campinas: Unicamp, 1990.

LEMOS, C.A.C.. O que é patrimônio histórico. São Paulo: brasiliense, 2017.

LYNCH, K. A imagem da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

MANHUMIRIM, Prefeitura Municipal. Arquivo de bens inventariados. Minas Gerais: Manhumirim, 2006.

MANHUMIRIM, Prefeitura Municipal. Acervo de fotografias. Minas Gerais: Manhumirim, s/d.

MULOCK, B. Cronologia do Pensamento Urbanístico, Acervo de Imagens. Bahia: Salvador, s/d. Disponível em: Acesso em: 05 abr. 2019

ORIÁ, R. Memória e ensino de História. In: BITTENCOURT, Circe(org). O Saber histórico na sala de aula. 10. ed. São Paulo: Contexto, 2013.

PARATY. Prefeitura Municipal de Paraty/RJ. Centro Histórico. Disponível em: < http://www.paraty.com.br/centro_historico.asp> Acesso em: 05 abr. 2019.

PARATY. Prefeitura Municipal de Paraty/RJ. Caminho do Ouro. Disponível em: < http://www.paraty.com.br/caminho.asp> Acesso em: 05 abr. 2019.

PELEGRINI, S.C.A. Cultura e natureza: os desafios das práticas preservacionistas na esfera do patrimônio cultural e ambiental. Brasil Histórico, v.26, n.51, s/p, 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-01882006000100007&script=sci_arttext>. Acesso em: 11 mar. 2019

PEREIRA, F. C. Arquivos, memória e justiça: Gestão documental e preservação de acervos judiciais no Rio Grande do Sul. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2018

REIS, N.G. Patrimônio Cultural e problemas urbanos. In: GOMES, M.A.A.F.; CORRÊA,

E.L. Reconceituações contemporâneas do Patrimonio. Salvador: EDUFBA, 2011.

ROCHA, T.S.F. Refletindo sobre memória, identidade e patrimônio: as contribuições do programa de Educação Patrimonial do MAEA-UFJF. In: XVIII Encontro Regional, 2012, Minas Gerais. Anais... Mariana: AMPUH-MG, 2012.

ROSENDO, J. A história do Jubileu do Bom Jesus. Minas Gerais: Manhumirim, s/d. Disponível em: < http://jornalbocadopovo.com/noticia_historia-do-jubileu-do-bom-jesus-de-manhumirim-cem-anos-de-fe-na-cruz-de-cristo.html> Acesso em: 22 mar. 2019

SIMMEL, G. Limitação das cidades pequenas. In: CHOAY, F. O urbanismo: Utopias e realidades, uma antologia. São Paulo: Perspectiva, 2013.

STEPHAN, I.I.C. Entre a Obrigação e a Implantação de Planos: As Dificuldades de Planejar em Municípios da Zona da Mata Mineira. Viçosa: UFV, 2017.

TOMAZ, P.C. A Preservação do Patrimônio Cultural e sua Trajetória no Brasil. Revista de História e Estudos Culturais, v.2, n.2, p.2-12, mai-ago, 2010.

VARELA, A. Informações Pelourinho, 2015. Disponível em: Acesso em: 05 abr. 2019




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2020v18i3.1649

DOI (PDF): https://doi.org/10.21576/pa.v18i3.1649.g1521

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Ana Caroline Guerhardt Leite, Lidiane Espindula

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.