A COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COMO ESPAÇO-TEMPO DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO E DE FORMAÇÃO CONTINUADA

Thiago Gonçalves Ferreira do Nascimento

Resumo


a presente pesquisa teve como escopo compreender as relações existentes entre coordenação pedagógica, formação continuada, projeto político-pedagógico e organização do trabalho pedagógico. Destarte, numa abordagem qualitativa, contou com a participação de 13 docentes dos anos iniciais da rede pública de ensino do DF, atuantes na Coordenação Regional de Ensino de Brazlândia e os dados encontrados foram analisados à luz dos construtos teóricos de Veiga (1996), Villas Boas (2002), Fullan e Hargreaves (2006), Silva (2007), Fernandes (2007) e Silva e Fernandes (2017). Para se contextualizar a institucionalização do espaço-tempo da coordenação pedagógica foi realizada pesquisa bibliográfica para o levantamento dos principais marcos legais, a saber, a Lei 9.394/96 – que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, a Lei 11.738/2008 - que institui o piso salarial para os profissionais do magistério público da educação básica e, no âmbito do Distrito Federal, a Lei 5.105/2013 - que institui o vigente plano de carreira do magistério público do DF. Para fomentar o debate são utilizados também, como aporte teórico, os construtos de Freitas (1995), Ferreira (2010) e Fuentes e Ferreira (2017). Há que se destacar que a coordenação pedagógica é um espaço-tempo primordial para a formação continuada e para a organização do trabalho pedagógico.

Palavras-chave


Coordenação pedagógica. Formação continuada. Organização do trabalho pedagógico.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. LDB – Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: MEC, 1996.

BRASIL. Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008. Regulamenta a alínea “e” do inciso III do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. Disponível em: . Acesso em: 20 de novembro de 2018.

DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação. Diretrizes Pedagógicas para Organização Escolar do 2º Ciclo para as Aprendizagens: BIA e 2º Bloco. Distrito Federal: Secretaria de Estado de Educação, 2014a.

DISTRITO FEDERAL. Secretaria de Estado de Educação. Diretrizes Pedagógicas para Organização Escolar do 3º Ciclo para as Aprendizagens. Distrito Federal: Secretaria de Estado de Educação, 2014b.

DISTRITO FEDERAL. Lei nº 5.105, de 03 de maio de 2013. Reestrutura a carreira Magistério Público do Distrito Federal e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 01 de outubro de 2018.

FERREIRA, L. S. Trabalho pedagógico. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade. et al. Dicionário trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: Faculdade de Educação UFMG, 2010.

FERNANDES, Rosana César de Arruda. Educação continuada, trabalho docente e coordenação pedagógica: uma teia tecida por professoras e 44 coordenadoras. Dissertação de Mestrado, Brasília, UnB, 2007.

FERNANDES, R.C.de A. Educação continuada de professores no espaço e tempos da coordenação pedagógica: avanços e tensões. In: VEIGA, I.P.A (org.). A escola mudou. Que mude a formação de professores!. Campinas, SP: Papirus, 2010.

FUENTES, R. C.; FERREIRA, L. S. Trabalho pedagógico: dimensões e possibilidade de práxis pedagógica. PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 35, n. 3, p. 722-7337, jul/set. 2017.

FULLAN.M; HARGREAVES A. Escuelas totales. In: FULLAN.M; HARGREAVES A. La escuela que queremos: los objetivos por los cuales vale a pena luchar. Buenos Aires: Amorrortu, 2006.

FREITAS, L. C. de. Crítica da organização do trabalho pedagógico e da didática. Campinas, SP: Papirus, 1995.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio da pesquisa social. In: Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Ed. Vozes, Petrópolis, 2009.

NÓVOA, Antônio. Professor se forma na escola. Revista Nova Escola. São Paulo, nº 142, pp. 18-20, maio, 2001.

ROCHA, A.B. da S. Ensino primário no Distrito Federal. Prefeitura do Distrito Federal. Secretaria de Educação. Coordenação de Educação Primária. Brasília, 1969.

SAVIANI, D. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v.12, n.34, p. 152-180, jan./abr. 2007.

SILVA, E.F.da. Coordenação pedagógica como espaço de organização do trabalho escolar: o que temos e o que queremos. In: VEIGA, I.P.A. (org.). Quem sabe faz a hora de construir o projeto político-pedagógico. Campinas, SP: Papirus, 2007.

SILVA, E.F.da; FERNANDES, R.C.A. Coordenação pedagógica: espaço e tempo de organização do trabalho pedagógico coletivo. In: VILLAS BOAS, B. (Org.). Avaliação: interações com o trabalho pedagógico. Campinas, SP: Papirus, 2017.

TORRES, R.S. Reuniões pedagógicas: espaço de encontro entre coordenadores e professores ou exigência burocrática? In: ALMEIDA, L.R.; PLACCO, V.M.N.de.S. (orgs.). O coordenador pedagógico e o espaço da mudança. Edições Loyola, São Paulo, 2005.

VEIGA, I. P. A. (org.). Projeto político-pedagógico da Escola: uma construção possível. São Paulo: Papirus, 1996.

_____________. Inovações e projeto político-pedagógico: uma relação regulatória ou emancipatória? Cadernos CEDES, Campinas, v. 23, n. 61, p. 267-281, dez. 2003.




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2020v18i3.1883

DOI (PDF): https://doi.org/10.21576/pa.v18i3.1883.g1512

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Thiago Gonçalves Ferreira do Nascimento

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.