A CONTRIBUIÇÃO DOS ANIMAIS NO CUIDAR DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Rogério Carvalho de Figueiredo, Rosália Freitas da Silva, Márcia Maria Coelho Teixeira, Leidiany Souza Silva, Rafael Souza Silva

Resumo


RESUMO

 

A terapia assistida por animais (TAA) é um método com discernimentos específicos a qual o animal é um componente fundamental no tratamento, e que vêm favorecendo a evolução do estado físico, emocional e melhorar a aparência social  do paciente, com diversos benefícios. Este estudo teve como objetivo evidenciar as contribuições dos animais no processo de cuidar dos profissionais da enfermagem em pacientes hospitalizados. Refere-se a um estudo descritivo, qualitativo, que seguiu os pressupostos da revisão bibliográfica narrativa, orientado a partir da questão: “Qual a contribuição dos animais no processo de cuidar em Enfermagem à pacientes hospitalizados?”. Foram utilizadas produções científicas publicadas no período de 2005 a 2018. A busca das produções ocorreu durante os meses de setembro e outubro de 2018 nas bases de dados BIREME, LILACS, SCIELO, Google Acadêmico e Repositórios de Teses e Dissertações de Universidades Federais. Os estudos mostram inúmeros benefícios com intervenções que utilizam animais no cuidar de enfermagem, tendo como princípio o amor e a amizade que surgem entre o ser humano e os animais. O convívio com esses animais podem trazer benefícios como: facilitar o processo de adaptação à doença e ao ambiente hospitalar, maior e melhor coordenação motora, melhora na função cognitiva, desenvolvimento eficiente e mais rápido do campo visual e do envolvimento com o mundo exterior, além de reduzir a ansiedade e o estresse. A enfermagem, com seu cuidado direto ao paciente, é muito beneficiada pela TAA, pois ela facilita o vínculo com os pacientes e a comunicação entre eles.

 

Palavras-chaves: terapia assistida por animais; animais; cuidado de enfermagem.


Palavras-chave


terapia assistida por animais; animais; cuidado de enfermagem.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, E.A. Educação, atividade e terapia assistida por animais: revisão integrativa de produções científicas brasileira. Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação. Universidade Católica de São Paulo. São Paulo. 2014. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/16154/1/Elisa%20Alves%20de%20Almeida.pdf

ALMEIDA, FA. NASCIMENTO, AA. DUARTE, AM. Terapia Assistida por Animais: A Experiência dos Enfermeiros com o Uso Desta Prática em um Hospital Oncológico. ACTAS - INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA NA SAÚDE. Volume 02. 2016. Disponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2016/article/view/818/804

ANDERLINE, GAOS. ANDERLINE, G.A. Benefícios do envolvimento do animal de companhia (cão e gato) na terapia socialização e bem estar das pessoas e o papel do Médico Veterinário. Revista do Conselho Federal de Medicina Veterinária, n.41, p.70-75, 2009.

AZEVEDO, DM. SANTOS, JJS. JUSTINO, MAR. MIRANDA, FAN. SIMPSON, CA. O brincar como instrumento terapêutico na visão da equipe de saúde. Cienc Cuid Saude 2007 Jul/Set;6(3):335-341. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/4018/2715

BATISTA, KM. Stress e Hardiness entre enfermeiros hospitalares. Tese de Doutorado em Enfermagem. Escola de Enfermagem. Universidade de São Paulo. 2011. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-31052011-120626/publico/Tese_Karla_Melo.pdf

BUSSOTTI, EA. LEAO, ER. CHIMENTAO, DMN. SILVA, CPR. Assistência individualizada: posso trazer meu cachorro?. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2005, vol.39, n.2, pp.195-201. ISSN 0080-6234. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0080-62342005000200010.

CASTRO, LP. Terapia Assistida por Animais (TAA) como recurso terapêutico. Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica. Universidade Católica de São Paulo. São Paulo. 2011. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/15031/1/Ligiane%20Pigatto%20de%20Castro.pdf

CECHETTI, F. PAGNUSSAT, AS. MARIN, E. BERTUOL, P. TODERO, FZ. BALLARDIM, SAO. Terapia Assistida por Animais como recurso fisioterapêutico para idosos institucionalizados. Sci Med. 2016;26(3):ID23686. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/scientiamedica/article/view/23686/14871

CRIPPA, A. FEIJÓ, AGS. Atividade assistida por animais como alternativa complementar ao tratamento de pacientes. Rev.Latinoam.Bioet. Volumen 14. Número 1. Edición 26. Páginas 14-25 / 2014. Disponível em: http://www.scielo.org.co/pdf/rlb/v14n1/v14n1a02.pdf

FLEISHMAN, SB. HOMEL, P. CHEN, MR. ROSENWALD, V. ABOLENCIA, V. GERBER, J. et al. Beneficial effects of animal-assisted visits on quality of life during multimodal radiation-chemotherapy regimens. THE JOURNAL OF COMMUNITY AND SUPPORTIVE ONCOLOGY. Volume 13/Number 1. January 2015. Disponível em: https://mdedge-files-live.s3.us-east-2.amazonaws.com/files/s3fs-public/issues/articles/JCSO_Jan_2015_22_Fleishman.pdf

FULBER S. Atividade e terapia assistida por animais. Trabalho de Conclusão de Curso Medicina Veterinária. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2011. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/52516/000851221.pdf?sequence=1

GIUMELLI, RD. SANTOS, MCP. Convivência com animais de estimação: um estudo fenomenológico. Revista da Abordagem Gestáltica - Phenomenological Studies - XXII(1): 49-58, jan-jun, 2016. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rag/v22n1/v22n1a07.pdf

LAMPERT, M. Benfícios da relação homem-animal. Trabalho de Conclusão de Curso. Faculdade de Medicina Veterinária. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2014. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/104881/000940550.pdf?sequence=1

LIMA, AD. SOUZA, MB. Os benefícios apresentados na utilização da terapia assistida por animais: revisão de literatura. Revista Saúde e Desenvolvimento| vol.12, n.10, 2018. Disponível em: https://www.uninter.com/revistasaude/index.php/saudeDesenvolvimento/article/view/880/509

LIMA, LF. LEVENTHAL, LC. FERNANDES, MPP. Identificando os riscos do paciente hospitalizado. Einstein. Vol. 06, Número 04. 2008. (São Paulo). Disponível em: http://apps.einstein.br/revista/arquivos/PDF/992-Einsteinv6n4port434-438.pdf

MENEGAZZO, AD. SOUZA, VSW. CONCEIÇÃO, JS. FIÓRIO, FB. Influência da cinoterapia e perfil do animal durante exercícios fisioterapêuticos na Síndrome de Smith LemliOptiza. FisiSenectus .Unochapecó Ano 3, n. 1 - Jan/Jun. 2015 p. 29-37. Disponível em: http://dx.doi.org/10.22298/rfs.2015.v3.n1.3016

MOREIRA, RL. GUBERT, FD. SABINO, LM. BENEVIDES, JL. TOMÉ, MA. MARTINS, MC. BRITO, MD. Terapia assistida com cães em pediatria oncológica: percepção de pais e enfermeiros. Rev. Bras. Enferm. [online]. 2016, vol.69, n.6, pp.1188-1194. ISSN 0034-7167. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0243.

NOBRE, MO et al. Projeto pet terapia: intervenções assistidas por animais: uma prática para o benefício da saúde e educação humana. Expressa Extensão. ISSN 2358-8195 , v.22, n.1, p. 78-89, JAN-JUN, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/expressaextensao/article/view/10921/7417

NOGUEIRA, MTD. NOBRE, MO. Terapia assistida por Animais e seus benefícios. Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Maringá, v. 9, n. 9, p. 414-417, Set., 2015. Disponível em: http://pubvet.com.br/uploads/9e2b280cc36cba3dddaba8b3e4f859be.pdf

PEREIRA, MJF. PEREIRA, L. FERREIRA, ML. Os benefícios da Terapia Assistida por Animais: uma revisão bibliográfica. Saúde Coletiva, vol. 4, núm. 14, abril-maio, 2007, pp. 62-66 Editorial Bolina São Paulo, Brasil. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/842/84201407.pdf

PEREIRA, VR. NOBRE, MO. CAPELLA, S. VIEIRA, ACG. Interação lúdica na atividade assistida por cães em pediatria. Enferm. Foco 2017; 8 (1): 07-11. Disponível em: http://biblioteca.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2019/07/831-3168-1-PB.pdf

RIOS, IC. Humanização e ambiente de trabalho na visão de profissionais da saúde. Saude soc. vol.17 no.4 São Paulo Oct./Dec. 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-12902008000400015

SILVEIRA, IR. SANTOS, NC. LINHARES, DR. Protocolo do Programa de Assistência Auxiliada por Animais no Hospital Universitário. Rev. esc. enferm. USP vol.45 no.1 São Paulo Mar. 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0080-62342011000100040

SQUILASSE, AF. SQUILASSE JUNIOR, FT. Intervenções assistidas por animais: Considerações gerais. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, v. 16, n. 2, p. 30-35, 3 dez. 2018.Disponível em: https://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/37778/42457

STUMM, KM. ALVES, CN. MEDEIROS, PA. RESSEL, LB. Terapia assistida por animais como facilitadora no cuidado a mulheres idosas institucionalizadas. Rev Enferm UFSM 2012 Jan/Abr;2(1):205-212. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/2616/3145.

WATCHER, RM. Compreendendo a Segurança do Paciente. 2 nd ed. São Paulo: Artmed; 2013.




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2021v19i2.2019

DOI (PDF): https://doi.org/10.21576/pa.v19i2.2019.g1980

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 ROGÉRIO CARVALHO DE FIGUEREDO, Rosália Freitas da Silva, Márcia Maria Coelho Teixeira, Leidiany Souza Silva, Rafael Souza Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.