ESTRATÉGIAS DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO RAMO DE CALÇADOS E DE VESTUÁRIO DO SINDINDÚSTRIA

Manoel Alexandre de Sousa Filho, Maria Jeanne Gonzaga de Paiva

Resumo


Com o aumento cada vez maior da concorrência, surge a necessidade de as empresas adotarem estratégias que garantam a sua sobrevivência. A pesquisa de natureza bibliográfica, descritiva e explicativa busca identificar estratégias realizadas nas micro e pequenas empresas de calçados e de vestuário do Sindindústria em 2018 em Juazeiro do Norte e Barbalha. as MPE’s do Sindindústria têm como principais estratégias a busca constante por inovação e novos mercados consumidores, tendo como forte aliada a liderança nos custos. Os microempresários em relação à concorrência focam mais nos preços e inovação e os pequenos na qualidade e na diferenciação. As MPE’s não estabelecem em sua maioria parcerias com outras organizações e nem rede de empresas para troca de informações, das poucas parcerias existentes são mais no sentido para venda e compra de insumos. Existe uma preocupação das MPE’s com a conjuntura econômica do país no qual 65% do micros e 50% dos pequenos adotaram como uma das medidas redução no quadro da mão de obra. O principal mercado de vendas de seus produtos são para pequenos e médios varejistas do município, e para se manterem atualizados, a principal fonte de informação são a participação em eventos e a internet.


Palavras-chave


Pequenos negócios; Estratégia; Sindidústria; Barbalha; Juazeiro do Norte/CE

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, lei complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006 Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte; altera dispositivos das Leis no 8.212 e 8.213, ambas de 24 de julho de 1991, da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, da Lei no 10.189, de 14 de fevereiro de 2001, da Lei Complementar no 63, de 11 de janeiro de 1990; e revoga as Leis no 9.317, de 5 de dezembro de 1996, e 9.841, de 5 de outubro de 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/lcp/lcp123.htm. Acesso em Acesso em 04 jun. 2017

CÂNDIDO, G. A., Fatores críticos de sucesso no processo de formação, desenvolvimento e manutenção de redes interempresariais do tipo agrupamento industriais entre pequenas e médias empresas: um estudo comparativo de experiências brasileiras. 2001, 356 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção), UFSC/PPGEP. Florianópolis/SC: UFSC, 2001

COSTA, A. B. da. Organização industrial e competitividade da indústria de calçados brasileira. Revista Análise Econômica. Faculdade de Ciências Econômicas, UFRGS, n 38, p. 45-66, Porto Alegre, mar. 2000.

FEITOSA, A. L. C.; QUEIROZ, S. N.; CORDEIRO NETO, J. R.; Industrialização, trabalho e sociabilidade no espaço urbano do triângulo crajubar-ce. Observatorium: Revista Eletrônica de Geografia, v.1, n.2, p.91-104, jul. 2009.

FERIANI, K. de S. et al Micro e pequenas empresas: uma análise no município de Conceição do Castelo, ES. Revista Científica Intelletto. Espírito Santo: Venda Nova do Imigrante. v.2, n.3, 2017

KERSTENETZKY, J. Organização Empresarial em Alfred Marshall. EST. ECON., São Paulo, v. 34, n. 2, p. 369-392, abr-jun, 2004.

MARSHALL, A. Princípios de Economia: tratado introdutório v. I. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

NONAKA, I., KONNO, N., The Concept of “Ba”: Building a Foundation for Knowledge Creation, California Management Review, vol 40, nº. 3, spring, 1998.

PINHO, D. ;VASCONCELLOS, M. et al. Manual de Economia. Saraiva: São Paulo, 1998.

PORTER, M. Estratégia Competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência. Rio de Janeiro: Campus, 1986.

SALES, J. D. A.; SILVA, P. K. Os fatores de resistência a mudança organizacional e suas possíveis resultantes positivas: um estudo de caso na Indústria Calçados Bibi do município de Cruz das Almas – BA. In: X Seminário de Administração – SemeAd. Globalização e Internacionalização de Empresas. FEA-USP, 9. ago. 2007, São Paulo. Anais... São Paulo/SP, 2007.

SCHUMPETER, J. A. Capitalismo, Socialismo e Democracia. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1961.

SCHUMPETER, J. A. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. Tradução de Maria Silvia Possas. São Paulo: Nova Cultural, 1997.




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2021v19i2.2439

DOI (PDF): https://doi.org/10.21576/pa.v19i2.2439.g1993

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Manoel Alexandre de Sousa Filho, Maria Jeanne Gonzaga de Paiva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.