UMA ANÁLISE DO USO DO ARTIGO DEFINIDO SOB O PONTO DE VISTA FORMAL E FUNCIONAL

Andréia Almeida Mendes

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar o uso do artigo definido tendo por base as propostas formalista e funcionalista da língua. Para tanto, este estudo se pautou em analisar quatro trabalhos anteriores, dois de cada abordagem, sendo que a abordagem formalista se apoiou no estudo de Mary Kato (1974) e Mendes (2000) e a abordagem funcionalista se pautou no estudo de Moisés (1995) e Du Bois (1980); além disso, considerou-se também as propostas de Almeida Mendes (2009; 2015), que tem por base a sociolinguística variacionista. Percebeu-se que a abordagem funcionalista torna-se muito mais abrangente ao se analisar o fenômeno, por enfocar a língua em uso, considerando a função comunicativa da linguagem.

Palavras-chave


artigo definido; funcionalismo; formalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA MENDES, Andréia. A ausência e/ou presença de artigo definido diante de antropônimos na fala dos moradores das cidades de Abre Campo e Matipó – um estudo sociolinguístico. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

______. A ausência ou a presença de artigo definido diante de antropônimos e topônimos na fala dos moradores da zona rural das cidades de Abre Campo e Matipó – MG. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

CUNHA, C. F. da e CINTRA, L. F. L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

DU BOIS, John W. Beyond definiteness: the trace of the identy in discourse. In: CHAFE, W. L. The pear stories – cognitive cultural and linguistic aspects of narrative production. New Jersey: Ablex Publishing Corporation, 1980, v.3.

GIVÓN, Talmy. Syntax. Amsterdam: John Benjamins Publishing, 1984.

KATO, Mary. A semântica gerativa e o artigo definido. São Paulo: Ática, 1974.

MENDES, Soélis Teixeira do Prado. A ausência/presença do artigo definido diante de nomes próprios no português mineiro da comunidade de Barra Longa: um caso de retenção? Dissertação( Mestrado em Estudos lingüísticos) - Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2000.

MOISÉS, Juliana de Assis. O “lugar” do artigo no discurso: considerações sobre o uso do artigo no português culto falado em Belo Horizonte. Dissertação (Mestrado em Estudos Lingüísticos) - Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1995.




DOI: https://doi.org/10.21576/rpa.2018v16i2.268

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Andréia Almeida Mendes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.