METODOLOGIAS ATIVAS E FORMAÇÃO INICIAL: INVESTIGANDO REFLEXOS NA PRÁTICA DOCENTE DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA

Humberto Vinício Altino Filho, Celia Maria Fernandes Nunes, Ana Cristina Ferreira

Resumo


Este estudo teve como objetivo verificar se e como o uso de Metodologias Ativas na formação de professores de Matemática se reflete, em alguma medida, na prática docente de egressos que estão lecionando. A coleta de dados se deu por meio de: entrevistas com duas coordenadoras e com três egressos do curso em questão, questionário aplicado aos egressos dessa instituição formados entre 2014 e 2016, e observações de aulas dos três professores egressos. Os resultados evidenciam a existência de alguns reflexos das Metodologias Ativas na prática docente atual desses egressos, principalmente na mescla de momentos expositivos e momentos com formatos mais ativos ao longo das aulas de Matemática ministradas por eles, bem como na valorização das interações entre pares e nas tarefas práticas propostas. Observou-se ainda um destaque à aprendizagem em grupos, e, em alguns casos, à aprendizagem por projetos.


Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, José Ricardo Pinto de. Contexto Atual do Ensino Médico: metodologias

tradicionais e ativas – necessidades pedagógicas dos professores e da estrutura das escolas. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Faculdade de Medicina. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009. Disponível em:

https://lume.ufrgs.br/handle/10183/18510. Acesso em: 18 jun. 2017.

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos; ALVES, Lenoir Pessati. Estratégias de

Ensinagem. In: ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos; ALVES, Lenoir Pessati.

Processos de Ensinagem na Universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. 5. ed. Joinville: Unlville, 2009.

BARBOSA, Eduardo Fernandes; MOURA, Dácio Guimarães de. Metodologias Ativas de Aprendizagem na Educação Profissional e Tecnológica. Boletim Técnico do Senac, Rio de Janeiro, v. 39, n.2, maio/ago. 2013. Disponível em:

http://www.bts.senac.br/index.php/bts/article/view/349. Acesso em: 27 mai. 2017.

BERBEL, Neusi Aparecida Navas. As Metodologias Ativas e a Promoção da Autonomia de Estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas. v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/10326/0. Acesso em: 25 mai. 2017.

BOLLELA, Valdes Roberto et al. Aprendizagem baseada em equipes: da teoria à prática.

Medicina (Ribeirao Preto). v. 47, n. 3, p. 293-300, 2014. Disponível em:

http://revista.fmrp.usp.br/2014/vol47n3/7_Aprendizagem-baseada-em-equipes-da-teoria-apratica.pdf. Acesso em: 20 set. 2017.

CAMACHO, Maria Teresa Fuertes. La observación de las prácticas educativas como

elemento de evaluación y de mejora de la calidad en la formación inicial y continua del

professorado. Revista de Docencia Universitaria, v. 9, n. 3, out/dez, 2011. Disponível em: https://polipapers.upv.es/index.php/REDU/article/view/11228/0. Acesso em: 15 abr. 2018.

CECY, Carlos; OLIVEIRA, Geraldo Alécio de; COSTA, Eula Maria de Melo Barcelos (Org). Metodologias Ativas: aplicações e vivências em Educação Farmacêutica. Brasília:

ABENFARBIO, 2013.

D'AMBROSIO, Beatriz S. Formação de Professores de Matemática para o Século XXI:

o Grande Desafio. Pro-posições, v. 4, n. 1, 1993. Disponível em:

https://www.fe.unicamp.br/pf-fe/publicacao/1757/10-artigos-ambrosiobs.pdf. Acesso em: 20 mai. 2017.

DELORS, Jacques (org.). Educação um tesouro a descobrir – Relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. 7. ed. Editora Cortez, 2012.

DIESEL, Aline; BALDEZ, Alda Leila Santos; MARTINS, Silvana Neumann. Os Princípios das Metodologias Ativas de Ensino: uma abordagem teórica. Revista Thema, v. 14, n. 1, jan./abr., 2017. Disponível em:

http://revistathema.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/download/404/295. Acesso em: 15 set. 2017.

DIESEL, Aline; MARCHESAN, Michele Roos; MARTINS, Silvana Neumann. Metodologias ativas de ensino na sala de aula: um olhar de docentes da Educação Profissional técnica de nível médio. Revista Signos, v. 37, n. 1, 2016. Disponível em:

http://www.univates.br/revistas/index.php/signos/article/view/1008. Acesso em: 18 ago. 2017.

FERREIRA, Jacques de Lima (org.). Formação de Professores: teoria e prática. Petrópolis: Vozes, 2014.

GEMIGNANI, Elizabeth Yu Me Yut. Formação de Professores e Metodologias Ativas de Ensino-Aprendizagem: ensinar para a compreensão. Revista Fronteira das Educação, Recife, v. 1, n. 2, ago./dez., 2012. Disponível em:

http://www.fronteirasdaeducacao.org/index.php/fronteiras/article/view/14. Acesso em: 20 ago. 2017.

GODOY, Arlida Schimidt. Introdução à Pesquisa Qualitativa e suas Possibilidades. Revista de Administração de Empresas, São Paulo. V. 35, n. 2, p. 57-63, mar/ abr, 1995. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rae/v35n2/a08v35n2.pdf. Acesso em: 18 set. 2017.

MACHADO, Nílson José. Sobre a idéia de competência. As competências para ensinar no século XXI. Porto Alegre: Artmed, 2002.

MAZUR, Eric. Ensinar é apenas ajudar a aprender. Gazeta de Física: Sociedade Portuguesa de Física, Coimbra, v. 26, n. 1, p. 18-22, jan. 2003. Entrevista concedida a Carlos Fiolhais e Carlos Pessoa. Disponível em: http://nautilus.fis.uc.pt/gazeta/revistas/26_1/entrevista.pdf. Acesso em: 15 jun. 2017.

MAZUR, Eric. Peer Instruction: a resolução da aprendizagem ativa. Porto Alegre: Penso, 2015.

MORÁN, José. Mudando a Educação com Metodologias Ativas. In: SOUZA, Carlos Alberto de; MORALES, Ofelia Elisa Torres (Org.). Convergências Midiáticas, Educação evCidadania: aproximações jovens. v. 2. Ponta Grossa: UEPG, 2015. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2013/12/mudando_moran.pdf. Acesso em: 12 jun. 2017.

RIBEIRO, Bruno Calafatti Dutra. O Método de Ensino Project Based Learning e suas aplicações no curso de Engenharia Bioquímica da Escola de Engenharia de Lorena. 2016. 53p. Monografia. (Trabalho de Graduação em Engenharia Bioquímica) – Escola de Engenharia de Lorena, Universidade de São Paulo, Lorena, 2016. Disponível em: http://sistemas.eel.usp.br/bibliotecas/monografias/2016/MBI16009.pdf. Acesso em: 12 ago. 2017.

ROLDÃO, Maria do Céu. Função docente: natureza e construção do conhecimento

profissional. Revista brasileira de educação, v. 12, n. 34, p. 95, 2007. Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n34/a08v1234.pdf. Acesso em: 12 abr. 2018.

TEIXEIRA, Madalena Telles; REIS, Maria Filomena. A organização do espaço em sala de aula e as suas implicações na aprendizagem cooperativa. Meta: Avaliação, v. 4, n. 11, 2012. Disponível em: http://revistas.cesgranrio.org.br/index.php/metaavaliacao/article/view/138. Acesso em: 15. Fev. 2019.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987. Disponível em:

http://www.hugoribeiro.com.br/biblioteca-digital/Trivinos-Introducao-Pesquisa-em_CienciasSociais.pdf. Acesso em: 12 set. 2017.




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2021v19i4.2768

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Humberto Vinício Altino Filho, Celia Maria Fernandes Nues, Ana Cristina Ferreira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.