CRESCIMENTO E QUALIDADE DE GIRASSOL ORNAMENTAL TRATADOS COM PACLOBUTRAZOL

Rogério Gomes Pêgo, Ana Paula de Souza Mozar, Hugo Berçot Veigas

Resumo


O girassol é uma planta ornamental cultivada para mercado de flor de corte ou flor de vaso; no entanto, para a sua comercialização como planta envasada, é necessário o controle do seu crescimento em altura, que pode ser realizado com o paclobutrazol. Dessa forma, o objetivo do trabalho foi avaliar o crescimento e a qualidade do girassol ornamental, cultivado em vasos, sob diferentes doses de paclobutrazol. Para isso, foi utilizada a variedade de girassol ‘Anão de Jardim’, que foi tratada com 5 doses paclobutrazol (0; 1; 2; 3; 4 mg L-1) em 5 repetições. Conclui-se que a dose de 3,4 mg L-1 e 2,0 mg L-1 de paclobutrazol possibilita a produção de plantas de girassol de primeira classe e segunda classe, respectivamente, de acordo com os critérios de qualidade Veiling Holambra. O paclobutrazol não afetou o desenvolvimento das plantas para a variável diâmetro do disco floral, diâmetro da flor, número de folhas e diâmetro do caule, o que permitiu melhor equilíbrio da planta com o vaso utilizado para cultivo.

Palavras-chave


Helianthus annuus; Regulador de crescimento; Giberelina.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, J.G.; BARBOSA, M, S.; TSUJI, S. S.; MUNIZ, M. A.; GROSSI, J.A.S.; RUBIM, M. Cultivo de girassol ornamental (Helianthus annuus L.) em vaso sob diferentes doses de paclobutrazol. Revista Brasileira de Horticultura ornamental. V. 14, n, 2, p. 205-208, 2009.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Resultado de pesquisa da EMBRAPA Soja - 2001: girassol e trigo. Londrina: EMBRAPA Soja, 2002. 21p. (Documento n.199).

EMBRAPA.Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Girassol. Disponível em: http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/agroenergia/arvore/CONT000fj1om7kf02wyiv802hvm3jaupb6fn.html. Acessado em 11/11/2015.

FRANÇA, C.A.M.; MAIA, M.B.R. Panorama do agronegócio de flores e plantas ornamentais no Brasil. In:XLVI Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Universidade Federal de Rondônia-UNIR, 2008.

MATEUS, C.M.D., BOGIANI, J.C.; SELEGUINI, A.; CASTILHO, R.M.M.; FARIA JÚNIOR, M.J.A. Estratégias para redução do porte de girassol ornamental para comercialização em vaso. Bragantia, Campinas, v.68, n.3, p. 1672-1678, 2009.

PINTO, A.C.R.; GRAZIANO, T.T.; BARBOSA, J.C.; LASMAR, F.B. Retardadores de crescimento na produção de plantas floridas envasadas de açafrão-da-conchinchina. Bragantia. Campinas, v.65, n.3, p. 369-380, 2006.

RAVEN, H.P.; EVERT, F.R.; EICHHORN, E.S. Biologia vegetal. 6.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000. 906p.

RIBEIRO, M.S.A.; JUNIOR, C.A.G.; MENDES, V.H.C.; BENEDITO, C.A.; OLIVEIRA, G.L.; NUNES, T.A.; FIGUEIREDO, M.L. Utilização do Retardante de crescimento Paclobutrazol em Girassol (Helianthus annuus). Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 5, supl. 2, p. 1104-1106, jul. 2007

SCHOELLHORN, R.; EMINO, E.; ALVAREZ, E. Specialty cut flower production guides for Florida: sunflo¬¬¬wer. Gainesville: University of Florida, IFAS Extension, 2003. 3p.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 5 ed. Artmed, 2013. 954 p.

VEILING HOLAMBRA. Critérios para classificação girassol de vaso. Disponível em: http://www.veiling.com.br/uploads/padrao_qualidade/criterios/girassol-fv.pdf. Acessado em: 12/04/2015.

WANDERLEY, C.S., REZENDE, R., ANDRADE, C.A.B. Efeito de paclobutrazol como regulador de crescimento e produção de flores de girassol em cultivo hidropônico. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v.31, n. 6, p. 1672-1678. 2007.




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2016v14i2.29

DOI (PDF): https://doi.org/10.21576/pa.v14i2.29.g21

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Rogério Gomes Pêgo, Ana Paula de Souza Mozar, Hugo Berçot Veigas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.