ESTILO DE VIDA NETFLIX: UMA NOVA MANEIRA DE VER TELEVISÃO

Iluska Maria da Silva Coutinho, Livia Maia Caldeira Arantes

Resumo


Este estudo aponta reflexões sobre a oferta de uma nova forma de assistir a televisão, proposto por um canal de streaming. Ao longo do texto, faz-se um percurso de análise da Materialidade Audiovisual de vídeos promocionais, lançados pela Netflix para divulgar suas séries originais. A intenção era entender como a empresa se posiciona frente a seus assinantes e, dessa forma, foi possível visualizar como ela anuncia sua proposta de ser um novo estilo de assistir a televisão.




Palavras-chave


Binge Watching ; Netflix; Streaming ; Televisão

Texto completo:

PDF

Referências


BINGE. In. MACMILLAN ENGLISH DICTIONARY. 2017. Disponível em: . Acesso em 23/04/2017.

COMSCORE. IMS Video in LatAm Study. Janeiro de 2015. Disponível em: . Acesso em 11/06/2017.

DIÓGENES, Juliana. TOLEDO, Luiz Fernando. Busca por centro de prevenção ao suicídio cresce 445% após série. 11 de Abril de 2017. In: Estadão Saúde. Disponível em: . Acesso em 23;04/2017.

FRITZ, Ben. From Multiplex to Living Room, in 45 Days or Less. 26 de março de 2017. In: The Wall Street Journal. Disponível em: . Acesso em 23/04/2017.

FURQUIM, Fernanda. Quais são as séries (realmente) originais do Netflix?. 24 de setembro de 2016. In: Veja.com. Disponível em: . Acesso em 23/04/2017.

GALLAS, Daniel. Como a Netflix driblou a pirataria e fez do Brasil seu ‘foguete’. 23 de novembro de 2015. In: BBC Brasil. Disponível em:

. Acesso em 23/04/2017.

GITLIN, Todd. Mídias sem limite. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

HOLDER, Alex. Sex doesn’t sell any more, activism does. And don’t the big brands know it. 03 de fevereiro de 2017. In: The Guardian. Disponível em: . Acesso em: 23/04/2017.

JOST, François. Seis lições sobre a televisão. Porto Alegre: Sulina, 2004.

JUSTO, Gabriel. Twitter enlouquece com “13 Reasons Why” e sobe a tag #NaoSejaUmPorque. 02/04/2017. In: Papel Pop. Disponível em . Acesso em 23/04/2017.

LADEIRA, João Martins. Audiovisual, televisão streaming: uma exploração de suas formas e estratégias. In.: MIÉGE, Bernard et al, org. Operações de midiatização: das más caras da convergência às críticas ao tecnodeterminismo [recurso eletrônico]. Santa Maria: FACOS-UFSM, 2016. Disponível em: . Acesso em: 23/04/2017.

MÉDOLA, Ana Silvia. REDONDO, Léo Vitor. A ficção televisiva no mercado digital. In.: RIBEIRO, Ana Paula Goulart. SACRAMENTO, Igor. ROXO, Marco. (orgs.). História da Televisão no Brasil: do início aos dias de hoje. São Paulo: Contexto, 2010.

MEIO&MENSAGEM. Cresce o consumos de VOD no Brasil. 14 de Dezembro de 2015. Disponível em . Acesso em 23/04/2017.

NETFLIX . Netflix anuncia seu primeiro longa-metragem original brasileiro, O Matador. 05 de Agosto de 2016a. In:Netflix Media Center. Disponível em: >https://media.netflix.com/pt_br/press-releases/netflix-confirms-first-brazilian-feature-film-o-matador>. Acesso em 23/04/2017.

______. Garotas decididas ocupam papel central em duas novas Séries Originais Netflix para pré-adolescentes. 31 de Agosto de 2016b. In: Netflix Media Center. Disponível em: . Acesso em 23/04/2017.

______ . Casais brasileiros são os que mais traem ao redor do mundo… quando se trata de Netflix. 13 de fevereiro de 2017a. In: Netflix Media Center. Disponível em: . Acesso em 23/04/2017.

______ . Sobre a Netflix. 2017b. In: Netflix Media Center. Disponível em: . Acesso em 23/04/2017.

NETFLIX BRASIL. #naosejaumporque - 13 Reasons Why. 07 de Abril de 2017. In: Canal Netflix Brasil no Youtube. Disponível em: . Acesso em: 23/04/2017.

NETFLIX HELP CENTER. Where is Netflix Available?. 2017. Disponível em: . Acesso em: 23/04/2017.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart. SACRAMENTO, Igor. ROXO, Marco. (orgs.). História da Televisão no Brasil: do início aos dias de hoje. São Paulo: Contexto, 2010.

RISTOW, Fabiano. BRANDÃO, Liv. ‘13 reasons why’ vira alvo de polêmica e levanta a questão: como a ficção deve abordar o suicídio?. 11 de Abril de 2017. In: O Globo. Disponível em: . Acesso em 23/04/2017.

ROCHA, Pedro. 50% de todas as horas assistidas de '3%' na Netflix são provenientes de mercados internacionais. 16 de março de 2017. In: Estadão Cultura. Disponível em: . Acesso em 23/04/2017.

SACCOMORI, Camila. Práticas de binge-watching na era digital: novas experiências de consumo de seriados em maratonas no Netflix. 246 fls. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2016. Disponível em . Acesso em: 23/04/2016.

SODRÉ, Muniz. O Monopólio da fala: Função e linguagem da televisão no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1984.

SMITH, Chris. The Netflix effect: how binge watching is changing television. In: Techradar. Disponível em: . Acesso em: 23/04/2017.

THE HUFFINGTON POST. Como '13 Reasons Why' nos alerta das metáforas do desespero adolescente. 05 de Abril de 2017. Disponível em . Acesso em 23/04/2017.




DOI: https://doi.org/10.21576/rpa.2019v17i2.329

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Livia Maia Caldeira Arantes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.