A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA PRESENTE NO COTIDIANO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL NO CRAS

Pedro Paulo Telles Leão

Resumo


O presente artigo se materializa como fruto da sistematização da pratica profissional do Serviço Social necessária para reflexão dos objetivos, limites e capacidade da atuação do serviço Social nas situações de violência domestica demandadas ao  Centro de Referencia em Assistência Social – CRAS. Tem como principal intuito abordar, de maneira crítica, reflexiva e propositiva, a atuação profissional do assistente social inserido na Politica de Assistência Social, através do equipamento de proteção social básica CRAS, frente a situações de violência domestica. Diante exposto, busca-se refletir os desafios e as possibilidades para a construção de uma atuação profissional que seja à luz do Projeto Profissional do Serviço Social, com suas dimensões ética-politica, marcando a defesa de direitos, proteção social, defesa da classe trabalhadora atendida e suas emancipações (politica e humana). Para tanto, é elencado a desigualdade de gênero presente na sociedade brasileira na contemporaneidade e suas particularidades no que se refere a temática proposta nos marcos da sociedade brasileira e do Serviço Social.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21576/rpa.2019v17i2.705

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Pedro Paulo Telles leão

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.