SINCRETISMO RELIGIOSO NO BRASIL COLONIAL

Rafael Gabriel dias verli

Resumo


O presente artigo buscar descrever a importância e o surgimento do sincretismo religioso nas terras colônias, analisando diversos grupos como os escravos, indígenas e cristãos-novos. Através desses relatos é destacado a religiosidade de cada um desses grupos e a presença e influência da igreja católica na colônia que praticava intolerância religiosa fazendo com que o sincretismo fizesse parte da religiosidade colonial, sendo essa mistura parte do cotidiano do homem colonial. Essa fusão religiosa é notada atualmente na religiosidade da sociedade atual, sendo ela fruto de diversas crenças diferentes que foram se unindo e se adaptando, contribuindo para que ela sobrevivesse ao longo dos séculos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.