ANÁLISE BIOCLIMÁTICA DA MICRORREGIÃO DE MANHUAÇU-MG

Felipe Emerick Mendes Pires

Resumo


partir da arquitetura Bioclimática é possível integrar o homem ao meio natural utilizando sistemas construtivos que aprimorem o uso dos recursos naturais locais, aumentando a eficiência energética da edificação e fazendo com que a construção civil desempenhe papel positivo na recuperação e restauração do processo ambiental (sustentabilidade). O presente estudo propõe analisar o clima da microrregião de Manhuaçu e produzir um painel bioclimático local para auxiliar na consulta dessas informações de forma organizada e esclarecedora, facilitando a análise do sítio e a tomada de decisões relativas ao projeto arquitetônico que irá responder as necessidades do usuário e ao clima local. Indaga-se, portanto, se a produção desses painéis bioclimáticos regionais tornaria mais viável a concepção de projetos de arquitetura aptos a receberem certificação ambiental. A pesquisa evidencia a atual situação da arquitetura que vem sendo realizada na cidade de Manhuaçu, e, a partir de análises do que têm sido produzidos, busca definir estratégias de condicionamento térmico passivo considerando os resultados obtidos após estudo do clima local a partir dos dados fornecidos pelo INMET com auxílio dos programas Analysis-BIO e Analisys-SOL-AR. Concluindo que a produção de painéis bioclimáticos se faz necessária para a realização de projetos de arquitetura sustentáveis e passíveis de receberem certificação ambiental, pois esses paineis orientam o projetista a utilizar estratégias mais adequadas para uma realidade regional específica, e com isso fazer edifícios ambientalmente adequados que promovam, além de qualidade de vida, a sustentabilidade e recebam selos de certificação ambiental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.