FESTA DO QUEIJO COMO PRODUTO TURÍSTICO E OS BENEFÍCIOS DAS AÇÕES DE MARKETING PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL

Mateus Santos

Resumo


Diante da necessidade de movimentar a economia local, a prefeitura de Ipanema – MG buscou na criação da Festa do Queijo, uma alternativa positiva para atração de turistas, em uma região onde a economia gira em torno da agropecuária. A festa alcançou o cenário nacional e trouxe os holofotes para Ipanema, com isso a cidade ficou conhecida como a cidade do queijo gigante, movimentando assim todo o comercio. O objetivo principal do estudo é desenvolver uma análise da festa como um produto turístico dentro dos princípios básicos de marketing e como as ações usadas influenciam o desenvolvimento local. Foram realizadas pesquisas bibliográficas sobre o tema e entrevistas qualitativas aos 3 (três) principais envolvidos na realização do evento em questão, a saber dois patrocinadores e idealizadores do evento e um representante da prefeitura. Com base nas entrevistas considerou-se que, quando se utiliza do marketing e divulgação da maneira correta, sabendo como e onde aplicá-lo, uma simples festa, se torna cultural, vindo a fazer parte do cotidiano da população de uma cidade, região, estado e até mesmo de um país. Dessa forma, houve a constatação de que através de algo que já é da cultura do povo Mineiro, a paixão pelo queijo e doce de leite, conseguiu explorar de forma a transformar essa paixão em um recorde que é quebrado ano após ano, e propiciam o crescimento da economia, do comércio e do turismo na cidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.