A influência de medicamentos psicoativos no risco de quedas em idosos

Frederico Pereira Baía

Resumo


Nas décadas seguintes poderemos observar um nítido aumento da população idosa onde ocorreráuma diminuição da fecundidade e um aumento da longevidade da população mundial nos evidenciando uma grande melhora na qualidade de vida. As quedas entre os idosos constituem um importante problema de saúde pública em pacientes que utilizam medicações psicotrópicas e fazem uso da polifarmácia com um risco aumentado devido ao seu envelhecimento natural e aos efeitos colaterais que estas medicações podem causar,dependente do metabolismo e a taxa de distribuição medicamentosa diminuídas nessa faixa etária. Este estudo tem como finalidade avaliar a condição do idoso e mostrar sua fragilidade mediante a medicações psicoativas, trata se de um estudo de revisão bibliográfica com artigos referentes a momentos entre 1998 e 2017 utilizando se de 27 artigos selecionados em bancos de dados, concluindo se que medicações psicoativas e outras medicações como as cardiovasculares estão em inteira ligação com quedas em idosos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.