SÍNDROME DE BURNOUT EM MÉDICOS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Marcelo Botelho Reis

Resumo


O estresse ocupacional crônico pode desencadear a síndrome de burnout, esta possui três dimensões: a despersonalização, realização profissional e exaustão emocional, que atinge diversas profissões, inclusive os profissionais da saúde. O estudo se trata de uma revisão bibliográfica com o objetivo de selecionar pesquisas, onde suas amostras sejam de médicos; identificar a síndrome de burnout entre médicos; estabelecer a possibilidade de um perfil para a síndrome de burnout. A amostra foi composta por 119 materiais, após refinamento, foram obtidos 6 artigos nacionais que possuíam os atributos para a realização da revisão bibliográfica. Deste número, cinco artigos apontaram predominância do sexo feminino com síndrome de burnout, e apenas um artigo concordou com as pesquisas internacionais da World Health Organization, onde a predominância é no sexo masculino. Com este resultado, espera-se que novos estudos sejam elaborados, afim de diagnosticar essa patologia que afeta diretamente a assistência prestada aos pacientes e no relacionamento do profissional com os colegas de trabalho

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.