OS IMPACTOS NAS PROVISÕES DOS PASSIVOS TRABALHISTAS E DAS CONTIGÊNCIAS ATIVAS E PASSIVAS ANTES E DEPOIS DA NOVA REFORMA TRABALHISTA

Aline Cipriano de Lima

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar os impactos e as diferenças nas provisões dos passivos trabalhistas antes e após a implantação da Lei 13.467/2017, sendo assim será levantado um estudo para que possamos verificar quais ações trabalhistas gerou antes e após a reforma nas entidades. Abordando a sua interpretação em relação às mudanças trazidas pela reforma trabalhista no seu ambiente organizacional, destacando quais foram os resultados para as empresas. Utilizou-se da pesquisa descritiva, para avaliar os impactos nas empresas analisadas e da análise quantitativa, onde foram apresentados os saldos das contas dos Passivos para obter os resultados da pesquisa. Foram coletados dados de empresas de capital aberto no site da B3, coletando os dados que foram analisados e interpretados, identificando os impactos e as provisões dos passivos ocorridos com a implantação da nova Lei 13.467/2017. Os resultados demonstraram que houve variações no período após a Reforma, onde temos resultados significantes nas provisões em determinado período e em outros com algumas exceções um pequeno aumento, mas sendo controlados nos trimestres seguintes.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.