RESPONSABILIDADE CIVIL PELO ABANDONO AFETIVO

Gabriela Junia Mendes Teixeira Pinel

Resumo


O presente trabalho busca demonstrar a importância da família no pleno desenvolvimento da criança, tomando como ponto de partida a responsabilidade civil dos pais em decorrência do abandono afetivo. É necessário demonstrar como eram formadas as famílias antigamente, quais eram os valores primordiais para sua existência e o que vem mudando em relação às famílias de hoje, destacando as principais características do afeto familiar, a fim de descobrir os reais motivos do abandono afetivo e quais as suas conseqüências perante à criança, e, ainda, como o dano pode ser reparado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.