RESÍDUOS DE POLÍMEROS NATURAIS E ARTIFICIAIS DECOMPOSTOS COM O USO DE LARVAS DE ZOPHOBAS MORIO

Jarbas Cisino Massambe, Kennet Anderson dos Santos Alvarenga, Mariana Cardoso Abreu, Tony Carlos Rodrigues Junior, Larissa Gabrielle Rodrigues, Daniel Callou Tavares

Resumo


Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo avaliar e quantificar o consumo de resíduos biodegradáveis e não biodegradáveis consumidos por Z. morio. O experimento foi conduzido no laboratório de biologia da Faculdade Santa Marcelina - FASM Muriaé. Foram realizados três tratamentos (T), baseados em diferentes dietas e designados T1 papel, T2 plástico, T3 poliestireno. Cada tratamento recebeu 50 gramas de cada material e 50 gramas de farelo de trigo. Foram destinadas 50 larvas de Z. morio para cada tratamento, e realizado um controle (C) para cada, os quais foram adicionados 100 gramas de farelo. Os dados quantitativos de consumo de dietas foram submetidos a pesagem com balança de precisão. O consumo das dietas foi avaliado em três intervalos de tempo, totalizando 120 dias. Os resultados indicaram as seguintes taxas de consumo, em que T1 foi de 27,2%, T2 de 6%, T3 de 50%. Nos grupos controle C1 apresentou 87%, C2 92,7% e C3 89,3%. Os dados possibilitaram identificar a eficiência no consumo nos tratamentos 1 e 3, evidenciando o potencial de Z. morio, na implementação em programas de descarte de resíduos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.