ESTUDO DA PREVALÊNCIA DE PARASITOSES EM CRECHE DE MANHUAÇU/MG

Matheus Rosse Rodrigues e Silva, Amanda Aires Martins, Júlia Furbino Martins, Otávio Sanglard Oliveira, Tassianny Félix Pereira, Renata Freitas Mendes

Resumo


No presente estudo, foi observada as parasitoses em crianças de 3 a 4 anos de idade, matriculadas em uma Creche Municipal na cidade de Manhuaçu, Minas Gerais. O artigo tem como objetivo principal explorar as prevalências e os motivos associados ao desenvolvimento de doenças parasitárias que acometem e, os fatores relacionados às doenças parasitárias mais frequentes, modo de transmissão, repercussão na saúde das crianças, associados ao desenvolvimento de doenças parasitárias que afetam crianças em creches. Foram analisadas 7 amostras fecais no primeiro trimestre de 2019. Obteve-se positividade em uma criança para uma parasitose Giardia duodenalis. Os resultados observados demonstram a necessidade da implantação de medidas de prevenção e educação em saúde que visem melhorar as condições de vida das crianças e dos adultos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.