INDICADORES DE INFECÇÃO GENITAL POR GARDNERELLA VAGINALIS E CANDIDA SPP EM MULHERES DO MUNICÍPIO DE NOVA IGUAÇU, ESTADO DO RIO DE JANEIRO, BRASIL.

Pedro Henrique Siqueira Lopes, Victoria Luiza Pacini, Antonio Neres Norberg

Resumo


As vaginites são as doenças infecciosas mais comuns diagnosticadas entre mulheres atendidas em ambulatório de ginecologia no Serviço de Atenção Médica Primária. Objetivo: investigar a incidência das vaginites causadas por Gardnerella vaginalis e Candida spp em mulheres atendidas no ambulatório de ginecologia da Clínica Dr. Vanderlei Pacini na cidade de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. Material e métodos: O universo do estudo foi constituído por 386 mulheres. Para a coleta da secreção vaginal, utilizou-se espéculo descartável e suabes estéreis. Foi retirado material das paredes vaginais laterais e fundo de saco posterior, foram preparadas duas lâminas que foram enviadas para os laboratórios de patologia clínica e histocitopatologia. As preparações foram submetidas à coloração de Gram e Papanicolaou, e examinadas em microscópio óptico de luz em aumento de 1000x. Resultados: Entre as 386 mulheres examinadas, foram diagnosticados 82 (21,24%) casos de infecção por um dos microrganismos investigados, sendo 60 de Gardnerela vaginalis (CP=15,54%) e 22 de Candida spp. (CP=5,44%). Conclusões: as infecções e complicações causadas por G. vaginalis e Candida spp. constituem um sério problema de saúde da mulher, que deve realizar exames periódicos a fim de resguardar a saúde ginecológica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.