PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE EMBOLIA E TROMBOSE ARTERIAIS NO MUNICÍPIO DE MANHUAÇU/MG

Larissa Gabrielle Rodrigues, Renata Santana Matiles, Matheus Rosse Rodrigues, Lívia Mol Fraga Melo, Kennet Anderson dos Santos Alvarenga, Sérgio Alvim Leite

Resumo


Resumo: A obstrução arterial aguda consiste na interrupção do fluxo sanguíneo para os tecidos e apresenta como etiologia a embolia e a trombose arteriais. Os locais mais frequentemente acometidos são as artérias dos membros inferiores, cerca de 50 a 60% dos casos. O diagnóstico é realizado através de ecodoppler, angiotomografia e arteriografia. Este trabalho visa realizar uma análise quantitativa de casos de embolia e trombose arteriais na cidade de Manhuaçu, Minas Gerais, correlacionando com os dados presentes na literatura através de um estudo quantitativo descritivo, cujos dados foram coletados no Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS). Foi analisado que houve 74 casos de internação durante o período de janeiro de 2010 a julho de 2019, sendo 55,4% pacientes do sexo masculino e a faixa etária mais acometida foram indivíduos acima de 60 anos, correspondendo a 77% dos casos. A taxa média de mortalidade encontrada foi de 26,38. As oclusões arteriais agudas podem acarretar complicações como amputações e óbitos, o que implica na necessidade de diagnóstico precoce e identificação dos sintomas característicos dessas patologias, a fim de estabelecer a terapêutica adequada. Vale ressaltar que inúmeras comorbidades e condições preexistentes podem contribuir para esse quadro, destacando-se a cardiopatias, tabagismo e diabetes. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.