TESTE DE SCHEFFÉ PARA FATORIAIS TRIPLO COM INTERAÇÃO TRIPLA SIGNIFICATIVA

Beatriz de Oliveira Rodrigues, Felipe de Melo Taveira, Flávio Bittencourt, Adriana Dias

Resumo


A análise de variância é uma técnica estatística muito utilizada nos diferentes ramos do conhecimento e aplicada em diversas situações, sendo mais comum a comparação de dois ou mais tratamentos. Em um experimento com estrutura fatorial tripla, ou seja, cuja análise engloba três variáveis independentes, os tratamentos são formados pela combinação dos níveis de cada variável. Desta forma, um tratamento é formado pela combinação do nível i de uma variável combinado com o nível j da segunda variável combinado com o nível k da terceira variável. Quando a interação tripla é significativa e há interesse em testar algum contraste de médias de um fator dentro dos níveis dos outros fatores, o número de operações matemáticas é extenso, mas poderia ser facilitado com o uso de uma rotina computacional. Um dos testes que poderia ser utilizado para testar um contraste de médias de interesse é o teste de Scheffé, que apresenta algumas vantagens em relação aos demais testes, como a de poder comparar um contraste de médias (combinação linear de médias) e a possibilidade de definir as comparações de médias a serem realizadas após a análise do experimento. Este trabalho apresenta como objetivo a apresentação de uma rotina computacional em linguagem R para a execução do teste de Scheffé para testar contrastes de médias em experimentos em estrutura fatorial tripla com interação tripla significativa.

Texto completo:

PDF

Referências


AHO, K. asbio: A Collection of Statistical Tools for Biologists. [S.l.], 2016. R package version 1.3-1. Disponível em: http://CRAN.R-project.org/package=asbio.

BANZATTO, D. A.; KRONKA, S. N. Experimentação Agrícola. 4. ed. Jaboticabal: FUNEP, 2013.

GOMES, F. P. Curso de Estatística Experimental. 15. ed. São Paulo: FEALQ, 2009.

MENDIBURU, F. de. agricolae: Statistical Procedures for Agricultural Research. [S.l.], 2015. R package version 1.2-3. Disponível em: http://CRAN.R-project.org/package=agricolae.

QUINN, G. P. Experimental Design and data analysis for biologists. Cambridge: Cambridge University Press, 2002.

R CORE TEAM. R: A Language and Environment for Statistical Computing. Vienna, Austria, 2017. Disponível em: http://www.R-project.org/.

RODRIGUES, B. de O.; TAVEIRA, F. de M.; BITTENCOURT, F.; DIAS, A. Teste Scheffé no R para experimentos em parcela subdividida. In: XV ENCONTRO MINEIRO DE ESTAT´ISTICA. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2017. p. 118.

STORCK, L.; GARCIA, D. C.; LOPES, S. J.; ESTEFANEL, V. Experimentação vegetal. 2. ed. Santa Maria: Ed. UFSM, 2006.

TAVEIRA, F. de M.; BITTENCOURT, F.; DIAS, A.; NOGUEIRA, D. A. Uma rotina em R para o teste Scheffé envolvendo três ou mais médias. In: XIV ENCONTRO MINEIRO DE ESTATÍSTICA. Anais... Varginha: UNIFAL-MG, 2016. p. 170.

TAVEIRA, F. de M.; RODRIGUES, B. de O.; BITTENCOURT, F.; DIAS, A. Teste Scheffé em fatorial duplo cruzado: uma rotina em R. In: XV ENCONTRO MINEIRO DE ESTATÍSTICA. Anais... Belo Horizonte: UFMG, 2017. p. 77.

VIEIRA, S. Estatística Experimental. 2. ed. São Paulo: Editora Atlas, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.