LIDERANÇA: A IMPORTÂNCIA DA SUA INFLUÊNCIA NA SATISFAÇÃO DO FUNCIONÁRIO

Luan Patrick Reis Serafim Leite, Tuany Maria Caetano Moreira, Quézia Cristina dos Santos Silva, Lilian Beatriz Ferreira Longo

Resumo


A liderança é um fenômeno social que pode ser definido através da capacidade de uma pessoa influenciar um grupo ou outro indivíduo. Diante disso, este estudo teve como objetivo analisar como a como a gestão do líder no ramo comercial afeta a satisfação dos seus funcionários. Para isso, foi realizada uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa e emprego de entrevista, utilizando a técnica de saturação dos dados. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo. Os resultados apontaram que os funcionários que recebem mais apoio emocional e estão em um clima organizacional agradável se sentem mais satisfeitos e motivados. Desta forma, conclui-se que as lideranças autênticas e transformacionais foram as que mais cativaram e influenciaram de forma positiva a satisfação pessoal, profissional e a produtividade de seus funcionários.


Texto completo:

PDF

Referências


ABELHA, D. M.; CARNEIRO, P. C. C.; CAVAZOTTE, F. S. C. N. Liderança Transformacional e Satisfação no Trabalho: Avaliando a Influência de Fatores do Contexto Organizacional e Características Individuais. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 20, n. 4, p. 516-532, 2018.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977

BARLING, J.; KELLOWAY, E. K.; IVERSON, R. D. High-qualitywork, jobsatisfaction, andoccupational injuries. JournalofAppliedPsychology, p. 276-283, 2003.

CAIXEIRO, C. M. B. A. Liderança e cultura organizacional: o impacto da liderança do diretor na(s) cultura(s) organizacional(ais) escolar(es).Universidade de Évora. 2014. Disponível em . Acesso em 30/04/2019.

CAMPELO, A. M. Gestão de pessoas: compreendendo o comportamento humano nas organizações. Recife: Editora do Autor, 2005.

CAMPOS, M, I. Liderança autêntica: Desenvolvimento e validação de um teste de julgamento situacional. Universidade de São Francisco, Campinas, 2018. Disponível em: . Acesso em 20/10/2019.

CARNEIRO, B. O. A percepção quanto ao estilo de liderança liberal e os reflexos na satisfação no trabalho. PUC Rio, Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: . Acesso em 20/10/2019.

CHIAVENATO, I. Introdução a teoria geral da administração. 4ª Ed. São Paulo: Makron Books, 1993.

DELFINO, I. A. L.; SILVA, A. B.; ROHDE, L. R. A Produção Acadêmica sobre Liderança no Brasil: Uma Análise Bibliométrica dos Artigos Publicados em Eventos e Periódicos Entre 1995 e 2009. XXXIV Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (ANPAD), Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: . Acesso em 20/10/2019.

FONTANELLA, B. J. B.; RICAS, J.; TURATO, E. R. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. 2008. Disponível em: . Acesso em: 19 mai. 2015.

GIL, A. C. Gestão de pessoas: enfoque nos papéis profissionais. São Paulo: Atlas, 2012.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6. ed. São Paulo, ed. Atlas S.A., 2014

GUERRA, R. M. A.; TARTAROTTI, S.; CAMARGO, M. E. Liderança transacional e transformacional: uma análise fatorial exploratória sobre as variáveis influenciadoras. Revista Eletrônica de Administração e Turismo, v. 12, n. 6, p. 1482-1502, 2018.

LOCKE, E. A. Whatisjobsatisfaction? Organizational Behaviour Human Performance. v. 4, n. 4, p. 309-336, 1969.

MANZINI, E. J. A entrevista na pesquisa social. Didática, São Paulo, v. 26/27, p. 149-158, 1990/1991.

MARSON, L. S. C. et al. A influência da liderança na satisfação e qualidade de vida do trabalhador: Um estudo em uma empresa. XI Congresso Nacional de Excelência em Gestão, 2015. Disponível em: . Acesso em 20/10/2019.

MATOS, F. G.; CHIAVENATO, I. Visão e Ação Estratégica. São Paulo: Makrons Books, 1999.

NETO, A. C. et al. Executivos brasileiros: na contramão do perfil deificado da liderança transformacional. Revista de Ciências da Administração, v. 14, n. 32, p. 35-49, 2012.

PINTO, M. M. R. A. Cultura organizacional e características da liderança em empresas de Uberlândia e região. 2005. 241 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.

PRESTUPA, A. N. L. A identificação de tipos de liderança a partir de arquétipos. Gestão e Sociedade, v. 2, n. 4, p. 1-27, 2008.

REES, L. Historiador decifra 'carisma' de Hitler e vê paralelos no mundo de hoje. Jornal G1 Mundo, 2012. Disponível em: . Acesso em 20/10/2019.

ROBBINS, S. P.; JUDGE, T. A.; SOBRAL, F. Comportamento organizacional: teoria e prática no contexto brasileiro. 14. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010. 633 p.

SCHULZ, J. W. Tapping the best that is within: why corporate culture matters. Management Quarterly, Washington, v. 42, n.1, p.29-35, Spring. 2001.

SILVA, A. P.; COSTA, D.; ROCHA, G.; ULIAN, R. A Importância do Líder Democrático para o Colaborador. Revista Eletrônica FABE, v. 6, n. 7, 2016 . Acesso em 20/10/2019.

SILVA, C. M. C.; PEIXOTO, R. R.; BATISTA, J. M. R. A Influência da liderança na motivação da equipe. Revista Eletrônica Novo Enfoque, v. 13, n. 13, p. 195 – 206.2011.

SORENSEN, J. B. The strengthofcorporatecultureandthereliabilityoffirmperformance. Administrative Science Quarterly, New York, v.47, n.1, p.70-91, Mar. 2002.

TOMEI, P. A.; RICHE, L. Estilo de liderança e desempenho organizacional: uma descrição comparativa entre duas empresas. Contabilidade, Gestão e Governança, Brasília, v. 19, n. 1, p. 1.

VERGARA, S. C. Métodos de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas,


Apontamentos

  • Não há apontamentos.