O DIREITO PENAL DO AUTOR NA OBRA “O ESTRANGEIRO’’, DE ALBERT CAMUS

Keila Louback, Maria Amélia Ferrari Valadares, Fernanda Franklin Seixas, Andréia Almeida Mendes, Milena Cirqueira Temer

Resumo


O artigo tem a finalidade de explanar a forma na qual ocorreu o julgamento do personagem principal da obra ‘’O Estrangeiro’’ de Albert Camus, fazendo relação de algumas passagens de sua obra com temas jurídicos relevantes, procurando identificar os principais pontos e as principais falhas, que ocorreram nos mecanismos do sistema jurídico, na operação injusta do Direito durante o julgamento do personagem, através de um paralelo com o Direito Penal do Autor, que fica bem claro durante seu julgamento, no qual o acusador sustenta a todo momento a sua personalidade indiferente, condenando-o por ser como é, e não o fato de ter cometido um homicídio, levando-o a cumprir a mais severa de todas as penas, a pena de morte. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica que objetiva mostrar quão injusto foi o julgamento que o personagem foi submetido.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.