A REPRESENTAÇÃO IDENTITÁRIA DE NORTE-AMERICANOS E ISLÂMICOS NA GUERRA DO IRAQUE PELA REVISTA VEJA

Fernando Albuquerque Miranda

Resumo


A mídia apresenta-se como um espaço de disputa política e ideológica. Isso fica evidente principalmente em momentos de conflitos, como ocorreu nos primeiros momentos da Guerra do Iraque e ainda ocorre atualmente. É natural que esse espaço seja utilizado como instrumento por parte de governos para efetivarem seus interesses através da conquista da opinião pública. O resultado dessa disputa pode ser confirmado no tratamento dado pela mídia aos fatos. Este artigo pretende analisar de que forma ocorreu a representação das identidades culturais de norte-americanos e islâmicos em duas edições da revista Veja nas semanas que se seguiram ao início da guerra. Pretende-se discutir de que modo o fazer jornalístico desse veículo de comunicação, calcado na prática da reportagem dissertativa, contribuiu para a construção das referidas identidades culturais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.