A ESCASSEZ DE ÁGUA SOB A PERSPECTIVA DA GESTÃO PÚBLICA

Verônica Cerqueira de Araújo, Camila Gonçalves, Jussara Cristina, Rafaela Pereira, Wesley Franklin, José Carlos de Souza, Lílian Beatriz Ferreira, Reginaldo Adriano de Souza

Resumo


Os recursos hídricos, indispensáveis à manutenção da vida humana, passam por processo de escassez no mundo. Dentre os desafios existentes é indispensável a parceria entre população e poder
público desenvolvendo ações de economia, recuperação, proteção e manutenção das fontes de água. Diante deste contexto, o presente estudo buscou identificar quais medidas devem ser tomadas pela
administração pública para prever e amenizar os impactos negativos advindos da escassez de água. A pesquisa realizada foi descritiva através de uma pesquisa de campo e um estudo de caso, utilizando-se
tanto da abordagem metodológica qualitativa quanto da quantitativa fazendo uma triangulação entre os resultados obtidos. Para tal, foram feitas duas entrevistas face a face e por pauta com o gestor municipal e
gestor da Cesan, já os questionários foram feitos de forma aleatória simples. Os dados demonstram que apenas a população tem gerado resultados, mesmo que pequenos acerca da economia no uso de água.
Dessa forma, o equilíbrio entre oferta e demanda de água depende do trabalho efetivo e em parceria entre população e poder público, sendo indispensável um bom planejamento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.