A TEMPORALIDADE E A ARTE NA FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO: APROXIMAÇÕES ENTRE BERGSON E BACHELARD

Karine Teixeira Gomes

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo apresentar algumas das aproximações entre a Arte e os processos de criação artística, em diálogo com alguns dos conceitos centrais das obras de Henri Bergson e Gaston Bachelard. Uma vez que o tempo de fruição do objeto artístico dialoga com a suspensão do tempo linear e matemático presente na obra de ambos os autores, buscamos apontar algumas das relações entre tempo e matéria, situadas na obra Bergson, e a construção do conhecimento como processo de criação, na obra de Bachelard. Diante do fato de ambos os autores proporem aproximações entre a filosofia e a vida e preocuparem-se com os processos de construção do conhecimento, apontamos aqui algumas de suas contribuições para pensar a arte e a temporalidade, em diálogo com questões educacionais de nossa época.

Texto completo:

PDF

Referências


BACHELARD, Gaston. A espistemologia. São Paulo: Martins Fontes, 1971.

BARBOSA, Elyana; BULCÃO, Marly. Bachelard: pedagogia da razão, pedagogia da imaginação. Petrópolis: Vozes, 2004.

BERGSON, Henri. Cartas, Conferências e outros escritos: Henri Bergson. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

CESAR, Constança Marcondes. Uma teoria implícita da educação. In: TREVISIAN, Rubens Muríllio. Bergson e a Educação. Piracicaba: Unimep, 1995.

LIMA, Mioto; SASSO, Telma Cristiane. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Rev. Katál. Florianópolis v. 10 n. 2007.

MENEZES, Estera Muszkat. SILVA, Edna Lúcia da. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4. ed. rev. atual. – Florianópolis: UFSC, 2005.

PINTO, Tarcísio Jorge Santos. Filosofia e Educação em Bergson. Educação em Foco, Juiz de Fora, v.20, n 2, p.231-250, jul-out 2015.

QUINTILIANO, Aimberê. Parrêsia e Constituição do sujeito:democracia e educação. Childhood & Philosophy, Rio de Janeiro, v.8, n. 16, jul-dez, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.