LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA - RELATO DE CASO

Rayan Pereira Duvanel, Bruna Moreira Nicoli, Vinicius Pedro de Almeida Valentim

Resumo


A leishmaniose tegumentar americana é uma doença infecciosa endêmica na saúde pública do país, sua etiologia advém de protozoários parasitas do gênero Leishmania, da família Trypanosomatidae. A doença é transmitida após a picada das fêmeas do mosquito hematófago, conhecido como flebotomíneo e possui diversas manifestações clínicas, classificadas em cutânea, cutaneomucosa e cutânea difusa, acometendo todas os gêneros e faixas etárias. É uma das doenças infecciosas mais significativas no mundo, sendo uma patologia que acomete apenas pele e mucosas e seu desenvolvimento está extremamente relacionado com o ambiente no qual o doente se insere. O objetivo desse trabalho é relatar o caso clinico de um paciente com leishmaniose, suas possíveis formas de diagnóstico e seu tratamento. Foram elucidadas recomendações quanto aos exames a serem realizados; a clínica, para a redução de diagnósticos falhos; e aumento na efetividade do tratamento.

Texto completo:

PDF

Referências


BASANO, Sergio de Almeida; CAMARGO, Luís Marcelo Aranha. Leishmaniose tegumentar americana: histórico, epidemiologia e perspectivas de controle. Rev. bras. epidemiol., São Paulo , v. 7, n. 3, p. 328-337, set. 2004 . Disponível em

. acessos em 08 out. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2004000300010.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Manual de Vigilância da Leishmaniose Tegumentar Americana. Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. –

ed. atual. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2010. 180 p.: il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos). Acesso em 02 de junho de 2017. Disponível em:

COSTA, J.M.L. Epidemiology of the Leishmaniasis in Brazil: Gaz. méd. Bahia 2005; 75:1(Jan- Jun):3-17. Acesso em 05 de julho de 2017. Disponível em:

GONTIJO, B et al. American cutaneous leishmaniasis. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 36(1):71-80, jan-fev, 2003. Acesso em 01 de junho de 2017. Disponível em:

LOPES, Antônio Carlos. Tratado de clínica médica, volume 2 / Antônio Carlos Lopes. 3. ed. Rio de Janeiro: Roca, 2016.

NEVES, David Pereira. Parasitologia humana. David Pereira Neves. 12. ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2011.

SILVA-NUNES, Mônica da et al.Características epidemiológicas da leishmaniose tegumentar americana na fornteira amazônica: estudo retrospectivo em Assis Brasil, Acre. RevPatolTrop Vol. 42 (2): 187-200. abr.-jun. 2013. Acesso em 02 de junho de 2017. Disponível em:

SILVEIRA FT, Lainson R, Brito AC, Oliveira MRF, Paes MG, Souza AAA, Silva BM. Leishmaniose Tegumentar Americana. In: Leão RNQ. Doenças Infecciosas e Parasitárias: Enfoque Amazônico. Belém: Editora CEJUP; 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.