ACESSIBILIDADE E CONFLITOS NAS CALÇADAS: BAIRRO ALFA SUL, MANHUAÇU-MG

Marcelo Ferreira de Deus, Lidiane Espindula

Resumo


Infelizmente na maior parte do Brasil a acessibilidade não é prioridade e os interesses de uma minoria sobrepõem aos direitos constitucionais de uma nação, onde cada um defende o que acredita e os direitos daqueles que mais necessitam não são respeitados. A acessibilidade  é garantida por leis federais, porém muito pouco é feito para remover as barreiras que impossibilitam a livre circulação daqueles com deficiência visual e física. Para chegar a qualquer destino as pessoas disputam um espaço nas ruas, que são destinadas prioritariamente aos veículos automotores, colocando em risco a sua integridade física e agravando ainda mais a situação no caso  dos deficientes visuais e cadeirantes, que na maioria das vezes são obrigados a trafegar pelas ruas devido à falta de espaço das calçadas. A partir de pesquisas bibliográficas, estudos de legislações vigentes, levantamento de informações in loco com registros fotográficos e mapeamentos, o presente artigo buscou fazer um estudo de caso dos conflitos e patologias das calçadas do bairro Alfa Sul, na cidade de Manhuaçu-MG. Verificou-se que a maioria dos conflitos e patologias foi causada por erros de projeto, manutenção e fiscalização por parte dos órgãos competentes.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: < http://www.ufpb.br/cia/contents/manuais/abnt-nbr9050-edicao-2015.pdf>. Acesso em 01/09/2016.

CUNHA, Francisco; HELVECIO, Luiz. Calçada o primeiro degrau para cidadania urbana. Recife; INTC ,2013. Disponível em: < http://www.mobilize.org.br/midias/pesquisas/livro-calcada-o-1o-degrau-da- cidadania-urbana.pdf >. Acesso em 05/07/2016.

GIL, ANTONIO CARLOS. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2008.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – Disponível em < http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=313940&search=minas- gerais|manhuacu > acesso em 02 out. 2016

KAUARK, Fabiana da Silva; MANHÃES, Fernanda Castro; MEDEIROS, Carlos Henrique. Metodologia da pesquisa: um guia prático. Itabuna / Bahia, 2010. Disponível em: . Acesso em

/09/2016.

MANHUAÇU. Lei nº 2.169, 28 de julho de 1999. Institui o Código de Obras e Edificações do Município de MANHUAÇU – MG. Disponível em:. Acesso em 02/09/2016

MANHUAÇU. Lei nº 2.173, 23 de julho de 1999. Modifica o Código de Postura do Município de MANHUAÇU-MG, acrescentando títulos sobre a pessoa de deficiência física, e incluindo os art. 181 a

Disponível em: < http://sapl.manhuacu.mg.leg.br/sapl_documentos/norma_juridica/345_texto_integral >. Acesso em 20/10/2016

BRASIL. Lei nº 5.296, 02 de dezembro de 2004. Regulamenta as Leis nos 10.048, de 8 de novembro de 2000 e 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em:

. Acesso em 02/09/2016 MASCARÓ, Juan Luís. Loteamentos urbanos. 1. ed. Porto Alegre: Masquatro Editora, 2003.

MASCARÓ, Juan L.; YOSHINAGA, Mário. Infra-estrutura urbana. Porto Alegre: Masquatro Editora, 2005.

MASCARÓ, Juan Luís; MASCARÓ, Lúcia. Vegetação urbana. 3. ed. Porto Alegre: Masquatro, 2010.

SILVA, Robinson Moreira da. Proposição de Programa para Implantação de Acessibilidade ao Meio Físico. 2004. 1 v. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis – Sc, 1998. Disponível em: . Acesso em 05/08/2016


Apontamentos

  • Não há apontamentos.