ANÁLISE DO CONTROLE INTERNO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS: Uma análise empírica nas Câmaras Municipais da RIDE - Polo Petrolina-PE e Juazeiro-BA

Ruthy Ellen Tavares Rocha Cavalcante, Josaias Santana dos Santos, Juliana Reis Bernardes, Wellington Dantas de Souza, Cícero José Oliveira Guerra, Fabrício Afonso de Souza

Resumo


A presente pesquisa analisou o controle interno na gestão de recursos humanos nas câmaras municipais nos municípios da Região Integrada de Desenvolvimento Econômico - RIDE do polo Petrolina-PE e Juazeiro-BA. A importância da área de recursos humanos é progressiva e essencial no cenário atual em que os colaboradores da organização têm assumido um reconhecido título de capital humano, transformando-se em ativos valiosos à instituição, inclusive na área de gestão pública. De caráter descritivo e predominantemente quantitativo, a pesquisa foi operacionalizada através da condução de uma investigação documental e da aplicação de questionários nas câmaras municipais dos municípios que compõem a RIDE, aos responsáveis pelo setor de RH de cada município correspondente. Os principais resultados obtidos demonstram que há muito a se prospectar para atingir um nível razoável de controle interno em gestão de recursos humanos nas câmaras municipais da região, uma vez que a estrutura destas organizações, em sua grande maioria, não existe ou ainda são incipientes e pouco efetivas.


Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Inaldo; ARRUDA, Daniel. Contabilidade pública: da teoria à prática. São Paulo: Saraiva 2004.

BRASIL. Lei n°. 4.320, de 17 de março de 1964. Disponível em

Acesso em: 11 de Outubro de 2013. CATELLI, Armando. Controladoria. 2. Ed. São Paulo: Atlas, 2001.

DANTAS, Claudio Bezerra; ARRUDA, Marcelo Paulo de; PAIVA, Antônio Claudio Norberto; PAULO, Edilson. Depreciação no Serviço Público: Reconhecimento e Evidenciação nas Demonstrações Contábeis dos Estados e Municípios Brasileiros. Revista de Contabilidade da UFBA, Salvador, v. 6, n. 2, p. 56 – 65 maio/agosto. 2012. Disponível em Acesso em:07 de abril 2017.

GASPARINI, Diógenes. Direito Administrativo. 9. Ed. São Paulo: Editora Saraiva 2004.

GIL, Antônio Carlos. Gestão de Pessoas:enfoque nos papéis profissionais. São Paulo: Atlas, 2009.

GRACILIANO, Erivelton Araújo. FIALHO, Wilton Clarimar Dutra. Registro da Depreciação na Contabilidade Pública: uma Contribuição para o Disclosure de Gestão. Revista Pensar Contábil, Rio de Janeiro, v. 15, n. 56.

HAMES, Gisele. A importância da auditoria interna no processo decisório das organizações: uma revisão de literatura. Florianópolis, 2004.

LIMA, Liane Chaves Murta. Controle Interno Na Administração Pública: O Controle Interno Na Administração Pública Como Um Instrumento De Accountability. Brasília, 2012.

MACHADO, Jr. J. Teixeira; REIS, Heraldo da Costa. A Lei 4.320 Comentada e A Lei de Responsabilidade Fiscal, 35ª Ed. Rio de Janeiro: IBAM, 2015.

MESQUITA, Breno Gomes da Silva. Auditoria Interna de recursos humanos: temas de trabalho e perspectivas de atuação. Brasil: Senado Federal, 2013.

NASCIMENTO, Luiz Paulo do. Administração de Cargos e Salários. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001.

OCDE, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Disponível em: http://www.sain.fazenda.gov.br/assuntos/politicas-institucionais-economico-financeiras-e-cooperacao- internacional/ocde. Acesso em: 03 nov. 2017.

OLIVEIRA, José Alceu. Controle interno e externo da gestão pública. Instituto AVM: Brasília, 2010. PEREIRA, Luiz Carlos Bresser. Da Administração Pública burocrática à gerencial. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.