PROJETO DE INTERVENÇÃO EM UMA UNIDADE ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA DE MANHUAÇU-MG

Mariana Cordeiro Dias, Arthur Mendes Porto Passos, Antônio Augusto da Silveira Costa, Emilly de Almeida Costa, Thiara Guimarães H. Oliveira Pôncio

Resumo


Este trabalho apresenta uma pesquisa-ação com o objetivo de investigação social e realização de ação. O estudo também constituiu em uma descrição do projeto de intervenção social relacionado às doenças sexualmente transmissíveis (DST), enfatizando a Sífilis. O trabalho foi promovido por meio da parceria da Estratégia de Saúde da Família (ESF) do bairro São Vicente - com a Escola Estadual Antônio Wellerson, localizada na área de abrangência da ESF- e com a Policlínica Municipal de Manhuaçu-Minas Gerais. A sua execução se deu em três etapas. Primeiramente, foi feito o diagnóstico situacional da comunidade supracitada, perante entrevistas com os funcionários da saúde e visita técnica à unidade. Em um segundo momento, foi desenvolvido um planejamento de ação para a sua intervenção. Na terceira etapa, houve a efetivação do projeto de cunho informativo e, por fim, o contato com a comunidade para exposição do vídeo produzido sobre o assunto. Como principal resultado da proposta, atingiu-se com eficácia a faixa etária mais acometida pelas DST, entre eles, um casal afetado, cuja presença de gestação, ainda na fase embrionária, foi diagnosticado e a equipe do projeto os instruiu sobre o tratamento da doença através da Unidade de Estratégia de Saúde da Família, assim como outras pessoas interessadas.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Zenaide Neto. SUS: Sistema Único de Saúde – Antecedentes, percurso, perspectivas e desafios. 2 ed. São Paulo: Martinari, 2015.

ANASTÁCIO, Bruna Santana. Pesquisa-Ação: um relato de experiência. EntreVer, v. 4, n. 6, p. 208-215, jan./jun. 2014. Disponível em: . Acesso em : 23 set. 2017

AVELLEIRA, João Carlos Regazzi; BOTTINO, Giuliana. Sífilis: diagnóstico, tratamento e controle. Disponível em: . Acesso em: 6 jun. 2017.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANHUAÇU. Comunicação Social. Disponível em: . Acesso em: 6 jun. 2017.

GERHARDT, TatIBGE. Censo demográfico 2010. Disponível em . Acesso em: 6 jun. 2017.

MENDES, E. V. Atenção primária à saúde. São Paulo: Mimeo, 2002.

STARFIELD, B. Atenção primária: equilíbrio entre a necessidade de saúde, serviços e tecnologias. Brasília: UNESCO. Ministério da Saúde, 2002.

RUBIN, Emanuel; GORSTEIN, Fred; RUBIN, Raphael; SCHWARTING, Roland; STRAYER, David. Patologia: Bases Clinicopatológicas da Medicina. 4º ed. Rio de Janeiro: Ganabara Koogan, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.