A RETÓRICA DO COLONIZADOR NAS OBRAS “IRACEMA”, DE JOSÉ DE ALENCAR, E “MACUNAÍMA”, DE MÁRIO DE ANDRADE

Acsa Oliveira Fernandes, Lídia Maria Nazaré Alves, Ivete Monteiro de Azevedo

Resumo


Nas pesquisas realizadas referentes ao projeto de pesquisa “Poéticas da modernidade: um olhar para a diferença” entendeu-se por dissemelhança àqueles que tiveram seus direitos à voz e à vez rechaçados, transformando-se, em consequência disso, num grupo marginalizado. Como o índio está inserido neste grupo, elegeu-se sua imagem nas obras de José de Alencar e Mário de Andrade, respectivamente, a fim de verificar se se optou pela imposição ou adaptação da matriz colonizadora ibérica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.