NEUROPATIA E DOENÇA ARTERIAL OBSTRUTIVA PERIFÉRICA EM PACIENTE DIABÉTICO TIPO II: RELATO DE CASO

Renata Cristina Taveira Azevedo, Raquel Maria Martins, Jânua Coely Andrade, Thaís Siqueira Fernandes, Fátima Flaviana de Brito Peixoto, Ramon Godinho Peixoto, Juliana Santiago da Silva

Resumo


Diabetes Mellitus é caracterizado pela presença de distúrbios metabólicos. A complicação mais comum é a neuropatia diabética que designa-se por um conjunto de sinais e sintomas clínicos ou subclínicos que comprometem o sistema nervoso periférico. A neuropatia diabética é uma condição de risco que acarreta o comprometimento da perfusão  sanguínea e/ou  amputação de membros inferiores, deformidades e complicações microvasculares. Além disso, o paciente com diabetes pode desenvolver a Doença Arterial Obstrutiva Periférica. Essa doença um tipo de aterosclerose que possui a claudicação intermitente como sinal patognomônico e em pacientes descompensados e/ou associado ao tabagismo, a obstrução periférica leva à desestabilização da isquemia. O presente relato de caso apresenta um paciente diabético tipo II descompensado que evoluiu com neuropatia e doença arterial obstrutiva periférica, as quais resultaram em uma má perfusão que exigiu procedimento cirúrgico para atenuação do quadro clínico.

Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN DIABETES ASSOCIATION. Atualização: padrões e recomendações: patologias associadas. Diabetes Clin 2000; p. 118-36

ATIQUE, Sthefano Gabriel et al. Doença arterial obstrutiva periférica e índice tornozelo-braço em pacientes submetidos à angiografia coronariana. Rev Bras Cir Cardiovasc, São José do Rio Preto , v. 22, n. 1, p. 49-59, Mar. 2007

BOULTON, A.J.M.; GRIES, F.A.; JERVELL, J.A. - Guidelines for the diagnosis and management of diabetic peripheral neuropathy. Diab Med,1998

BRASILEIRO, Jose Lacerda et al. Pe diabético: aspectos clínicos. J. Vasc. Bras., 2005, v.4. n. 1. Porto Alegre

CALLAGHAN B.C., et al. Diabetic neuropathy: clinical manifestations and current treatments. Lancet Neurol. 2012;11(6):521-34

CÂMARA L.C.;, SANTAREM, J.M.; WOLOSKER N.; DIAS, R.M.R. Exercícios resistidos terapêuticos para indivíduos com doença arterial obstrutiva periférica: evidências para a prescrição. J Vasc Bras. 2007;6:247-57

GAMBA, M. A., et al. Amputações de extremidades inferiores por diabetes mellitus: estudo caso-controle. Rev Saúde Pública, 2004, p 399-404

GROSS, J. L. Detecção e tratamento das complicações crônicas do diabete melito: consenso brasileiro. Arq Bras EndocrinolMetab., 1999, vol.43, n.1, pp.07-13

KAUFFMAN P.; WOLOSKER, N. Doença arterial obstrutiva periférica – aspectos atuais. São Paulo: Lemos Editorial; 2007

MAKDISSE, M.; PEREIRA, A.C.; BRASIL, D.P. et al. Prevalência e fatores de risco associados à doença arterial periférica no projeto corações do Brasil. Arq Bras Cardiol. 2008;p-402

MARCONDES, J.A.M. Diabete melito: fisiopatologia e tratamento. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, [S.l.], v. 5, n. 1, p. 18-26, maio 2007.

MILMAN, M.H.S.A. et al. Pé diabético: avaliação da evolução e custo hospitalar de pacientes internados no conjunto hospitalar de Sorocaba. Arq Bras Endocrinol Metab, 2001, São Paulo, v. 45, n. 5, p. 447-451

MIRANDA, J.F.; BARROS, J.N. Doença arterial obstrutiva periférica. São Paulo: EPM, 2007.

NASCIMENTO, O. J. M.; PUPE, C.C. B.; CAVALCANTI, E. B. U. Neuropatia diabética. Rev. dor, 2016, São Paulo, v. 17, supl. 1, p. 46-51

SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANGIOLOGIA E DE CIRURGIA VASCULAR – SBACV. Doença Arterial Obstrutiva Periférica. Regional Bahia, 2016

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. XII Diretrizes Sociedade Brasileira de Diabetes (2015-2016). São Paulo: A.C. Farmacêutica. 2016, (I: I)p.4-5.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.